sábado, 15 de outubro de 2016

O Segredo para escolher os Óleos Vegetais corretos para o seu cabelo

Compartilhe:
Existem óleos corretos para nutrição capilar.

Qual o melhor óleo vegetal para os cabelos?


Este é um apêndice à publicação de 17/09/2016, se você quiser lê-la na íntegra (o que nós recomendamos fortemente), clique no link da caixa abaixo:

Não cometa o mesmo erro que a gente. Óleos vegetais: Não cometa este erro ao usá-los.

Sabemos que o texto anterior foi um pouco aprofundado e que algumas dúvidas foram surgindo no caminho.

Nossa postura é a de desenvolver conteúdo que fuja do lugar-comum, seja no teor ou na forma.

Isso, às vezes, faz com que os textos aqui do Cabeleira em Pé levantem questionamentos por parte de quem os lê.

Isso é bom porque faz com que a gente tenha que se reinventar e (re)adaptar nosso conteúdo a quem nos acompanha.

Isso só é possível através da interação com quem está de olho no que a gente publica aqui, por isso agradecemos a quem participa de forma ativa aqui ou nas nossas redes sociais.

Curta nossa página no Facebook, fique por dentro do conteúdo do Cabeleira em Pé e interaja conosco:


Um mal entendido suscitado pelo texto sobre a penetrabilidade dos óleos vegetais foi de que somente os óleos que penetram nos fios são bons.

O material de hoje é para esclarecer que o caminho não é bem esse.

Este material faz parte de uma série sobre penetrabilidade dos óleos, confira todos os textos usando os links abaixo:


Não existem óleos vegetais ruins para o cabelo, existem óleos mal aproveitados

O óleo de coco é rico em ácidos graxos saturados e monoinsaturados

Ao escrevermos o texto sobre a penetrabilidade dos ácidos graxos, nosso objetivo era traçar uma linha entre dois tipos de óleos vegetais.

De um lado temos os mais adequados para lubrificação dos fios (o que no cronograma capilar é chamado de nutrição) - que são os óleos ricos em gorduras saturadas e monoinsaturadas.¹

Do outro lado temos os óleos compostos por maioria de ácidos graxos que não penetram nos cabelos - compostos de gorduras poli-insaturadas. Estes são indicados para a finalização

O que fazer quando o Gel ou o Creme esfarela depois de aplicado? Falamos da técnica L.O.C. que usa óleo entre as suas etapas, entre outras dicas

Melhores óleos para nutrição capilar


Será que qualquer óleo pode ser usado para nutrição e umectação dos fios?
Óleos ricos em ácidos graxos do tipo saturado e monoinsaturado são ideais para aqueles tratamentos que visam a lubrificação (nutrição) das hastes capilares.

Dentro dos fios de cabelos existe uma espécie de "cola" composta de diversos lipídios.²

Este material, chamado de Complexo de Membrana Celular - CMO, vai se desgastando e parte de seu conteúdo pode ser reposto pelos ácidos graxos presentes nos óleos vegetais.

Só têm chance de chegar ao cimento intercelular (CMO) os ácidos graxos dos tipos saturado e monoinsaturado.

Por isso não faz sentido usar óleos ricos em ácidos graxos do tipo poli-insaturado para fazer umectação, pois a maior parte dos seus ácidos graxos não vai penetrar nos cabelos.

É uma questão de bom senso e economia.

Se você não entendeu algo, não tenha vergonha, use o campo de comentários para elaborar a sua pergunta.

Você deve estar aí pensando: Esses óleos poli-insaturados não servem para nada então...

Não é bem assim.

Estes óleos podem ser aliados em outra tarefa: Selar a cutícula do cabelo.

Melhores óleos para finalização dos cabelos


Drscubra que os óleos poli-insaturados são ótimos para a finalização dos fios danificados sejam eles cacheados ou não.

Como os ácidos graxos poli-insaturados não penetram no fio, eles se acumulam do lado de fora da haste capilar, criando uma barreira física entre o fio e o meio.

Silicones são outra alternativa para este tipo de oclusão. Leia mais sobre este agente oclusivo e seu papel na hidratação dos cabelos..

A barreira criada pelos óleos vegetais é diferente daquela criada pelos óleos minerais pois é removida sem muita dificuldade, não sendo necessário o uso de shampoos agressivos.

Essa fina camada de óleo vegetal que encapa os fios não se dá bem com a água - é hidrofóbica - e por isso ela ajuda a selar a hidratação presente nos cabelos.

Os cabelos com porosidade alta (e aqueles que passaram por processos químicos) são os mais beneficiados por esta capa protetora fornecida pelos ácidos graxos poli-insaturados.

A hidratação pode ser obtida através de dois processos: Umectação ou Oclusão: O que são agentes Umectantes e Oclusivos?

Essa qualidade de repelir umidade também ajuda a diminuir o frizz em alguns tipos de cabelo.

O frizz pode ser sintoma de Build up chamado em português de Acúmulo de Resíduos no Cabelo - ARC. Leia mais sobre esse fenômeno aqui

Existe óleo certo?


Qual o melhor óleo para nutrição e umectação capilar?
Óleo certo é aquele que fez bem para o seu cabelo.

Infelizmente ainda dependemos dos testes práticos para determinar as preferências de cada cabelo.

O que os estudos científicos nos ajudam a fazer é diminuir a quantidade destes testes práticos, traçando uma linha entre os óleos que ficam do lado de fora do fio e aqueles que podem ser absorvidos por ele.

Se sua intenção é repor lipídios perdidos pelo fio (nutrição): Abuse dos óleos vegetais saturados e monoinsaturados!

Se seu objetivo é prevenir a perda de água pelo fio (selar os fios): Finalize com óleos vegetais poli-insaturados sem medo!


Você já conhece o "Space"? Nova rede social do Google?

Venha debater esse tópico conosco e outros leitores no «Conversando em Pé» o Space de discussão de postagens do Cabeleira em Pé.

Clique aqui.

Mas Cabelê eu já tentei descobrir se o óleo tal é saturado, mono ou poli-insaturado e e não consigo!

Calma. Já estamos cozinhando uma postagem com uma lista de óleos vegetais e aí vai ser um pouco menos complicado escolher o melhor óleo para o que você pretende fazer com ele.

Até lá!


Quer ser avisado a cada postagem do Cabeleira em Pé?

Digite seu e-mail e receba nossas atualizações (não esqueça de autorizar o recebimento dos nossos posts pelo e-mail de confirmação):


___________
¹ Davis-Sivasothy, A. (2011). The Science of Black Hair: A Comprehensive Guide to Textured Hair. SAJA Publishing Company.
² Masukawa, Y. ; Narita, H. & Imokawa, G. (2005). Characterization of the lipid composition at the proximal root regions of human hair. Journal of Cosmetic Science ed. 56 v. 1. pp. 1-16
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...