quinta-feira, 30 de junho de 2016

No Poo de Farmácia / Supermercado: Cowash

Compartilhe:
Carrinho de Supermercado com plaquinha atrás com os dizeres "No Poo: Cowash"


Discutindo com o pessoal aqui do Cabeleira em Pé e com algumas poucas amigas que aderiram às técnicas de No Poo e Low Poo, falamos das dificuldades de encontrar produtos amplamente distribuídos e que sejam liberados para nossas rotinas.

Problemas com caspa? 
Confira produtos anticaspa liberados para No Poo.

Quando vamos indicar produtos para pessoas de outras localidades sempre esbarramos em marcas que são bastante presentes em uma determinada região do Brasil e às vezes inexistentes em outras.

Assim nasceu a ideia de juntar numa série de postagens alguns produtos de grandes Corporações - o que garante uma boa distribuição e presença quase nacional.


No Poo de Farmácia e Supermercado 


Optamos por começar essa garimpagem pelos produtos liberados para Cowash, já que esta prática atende ambas as técnicas e muitos destes produtos podem ser usados também como condicionadores para quem faz No Poo.

Lembrando que todos os produtos liberados para No Poo podem ser usados por quem faz Low Poo também (o contrário, não).

Conhece os Pré-shampoos de limpeza? Confira opções de produtos esfoliantes, detox, Peelings e antirresíduos para intensificar a higienização dos fios e couro cabeludo.

Cowash e Condicionadores sem Silicone encontrados em
Farmácias e Supermercados





Nosso perfil no Instagram está cheio de dicas imperdíveis. Segue a gente! Instagram do Cabeleira em Pé: Clique Aqui!

1) Condicionador Repara Ceramidas - Colorama: Aqua, Cetaryl Alcohol, Elaeis Guineensis Oil, Behentrimonium Chloride, Tocopherol, Stearamodopopyl Dimethilamine, PEG-75 Lanolin, Chlorhexidine Dihydrochloride, Castanea Sativa Cchestnut Seed Extract, Methilparaben, Citric Acid, Butylphenyl Mrthylpropional, Hexyl Cinnamal, Glycerin, Glycine Soja Oil, Parfum.

2) Condicionador Stop Queda - Garnier Fructis: Aqua, Cetearyl Alcohol, Elaeis Guineensis Oil, Behentrimonium Chloride, Niacinamide, Saccharum Officinarum Extract, Stearamidopropyl Dimethylamine, Caffeine, Chlorhexidine Dihydrochloride, Camellia Sinensis Extract, Benzyl Alcohol, Linalool, 2-Oleamido-1,3-Octadecanediol, Pyrus Malus Extract, Pyridoxine HCI, Methylparaben, Citric Acid, Butylphenyl Methylpropional, Citrus Medica Limonum Peel Extract, Glycerin, Parfum.

3) Condicionador Perfeitamente (des)Arrumado - Tresemmé: Aqua, Cetearyl Alcohol, Stearamidopropyl Dimethilamine,  Behentrimonium Chloride, Parfum, Lactic Acid, Disodium EDTA, Macrocystis Pyrifera Extract, Methylchloroisothiazolinone/Methylisothiazolinone, Benzyl Alcohol, Benzyl  Salicylate, Citronelol, Geraniol, Hexyl Cinnamal, Linalool, Sodium Chloride.


Resenhas da nova linha Baixo Poo + Nutrição da TRESemmé:



4) Condicionador Nutrição Intensa - Elseve (Não confundir com o "Nutrição" que é PROIBIDO): Aqua, Cetearyl Alcohol, Glycine Soja Oil, Behentrimonium Chloride, CI77891, CI77491, CI17200, CI42090, Chamomilla Recutita Extract, Matriacaria Flower Extract, Mica, Cocos Nuscifera Oil, Phenoxyethanol, Chlorexidine Digluconate, Helianthus Annuus Seed Oil, Nelumbium Speciosum Flower Extract, Linum Usitatissimum Flower extract, Isopropyl Alcohol, Caprylic/Capric Triglyceride, Caramel, Gardenia Tahitensis Flower Extract, Rosa Canina Flower Extract, Bisabolol, BHT, Citric Acid, Glycerin, Glyceryl Linoleate, Glyceryl Oleate,  Glyceryl Linolenate, Parfum.

Antes de se jogar em um condicionador limpante descubra se Os anfóteros garantem mesmo uma limpeza completa dos silicones. Clique no link ao lado e descubra!

Fique de olho no seu Cowash


Marcas comerciais costumam mudar suas fórmulas sem grandes divulgações.

Sempre confira as composições antes de adquirir um produto.

Assim você tem sempre certeza daquilo que está usando.

Não deixe de acompanhar nossas atualizações, escolha a melhor forma de se manter por dentro do nosso material:

terça-feira, 28 de junho de 2016

Agentes Condicionates Proteicos

Compartilhe:

Mesa de laboratório

Uso de proteínas no Cabelo


Com o passar do tempo, as partes mais antigas do fio de cabelo - as pontas, por estarem expostas a danos há mais tempo, vão perdendo a força.

Isso se dá, principalmente em função de avarias na parte mais externa do fio (a cutícula), que forma uma camada protetora sobre o córtex (uma das partes internas do fio).

Com esta camada danificada criam-se buracos ao longo do fio, deixado-o mais propenso à quebra.

Crescimento Capilar também depende da escolha de um bom Shampoo. Descubra aqui o motivo para escolher um Shampoo Sem Sulfato.

Como ter cabelos longos e saudáveis


É aí que entram - literalmente - alguns agentes condicionantes proteicos.

Estamos falando de proteínas minúsculas de 1.000 a 10.000 Daltons que são capazes de preencher pequenas lacunas das hastes capilares, penetrando no fio de cabelo.


Com o reforço destes agentes o cabelo ganha até 10% mais resistência à quebra por fatores mecânicos (pentear, amarrar, etc...).

Isso é bastante importante para as Rapunzéis espalhadas por aí. Quanto mais comprido o cabelo, mais danificadas serão as pontas, e é justamente nesta parte inferior dos fios que estes agentes condicionantes são mais importantes.

Rapunzel esperta não usa a cabeça só para ostentar cabelão.
Entenda as funções dos agentes condicionantes 
e use estes agentes a seu favor.

Proteínas em cosméticos Veganos


As proteínas dos agentes condicionantes proteicos podem ter origem animal (colágeno, queratina...).

Entretanto, existem várias fontes vegetais de proteína, alternativas às animais.

As proteínas hidrolisadas de trigo e soja tem resultados muito similares ao colágenos, tendo vantagem em relação à forma como se ligam à estrutura capilar.

As proteínas vegetais mais comuns em cosméticos são:

Temos uma Tag específica para cosméticos veganos. Clique e confira.

Hydrolyzed Sweet Almond Protein: Proteína Hidrolisada de amêndoa doce; contém polipeptídeos (que penetram no fio) e oligossacarídeos (que formam filme sobre a haste).

Hydrolyzed Wheat Protein (and) Hydrolyzed Wheat Starch: Proteína Hidrolisada de trigo; Assim como as proteínas da amêndoa, penetram e cobrem o fio.

Hydrolyzed Soy Protein: Proteína Hidrolisada de soja;  Assim como as anteriores tem a vantagem de penetrar o fio e protegê-lo - também - por oclusão.

Hydrolyzed Oat Protein: Proteína Hidrolisada de aveia; doa brilho, corpo e proteção ao fio. Usada também para colar pontas duplas.


Está gostando deste texto? Curta nossa página no Facebook e não perca nenhuma atualização do Cabeleira em Pé:



Tempo de pausa de proteínas no Cabelo


Quanto mais tempo um produto proteico ficar em contato com o fio de cabelo, mais proteína se ligará ao mesmo.

Por isso, é necessário atentar ao tempo de pausa descrito nas instruções de uso da embalagem.

À procura de um produto de reconstrução? Clique aqui para ler a Resenha da ampola BB Chilli da Bio Extratus Spécialiste.

Efeito rebote de reconstrução


Caso o cabelo tenha um efeito rebote de reconstrução, como os adeptos de Cronograma Capilar se referem a deposição excessiva de proteína nos fios, não se desespere.

Estas proteínas não se ligam indefinidamente aos fios, a cada lavagem o acúmulo diminuirá.

Se sentir os cabelos endurecidos, grossos e com aspecto de palha: estes podem ser sinais de excesso de proteínas nas hastes capilares.

Neste caso revise as composições dos produtos e passe a usar aqueles que contém agentes proteicos de forma mais espaçada ou com tempo de pausa menor.

Conheça os termos técnicos usados em cosméticos 
e use-os de forma mais eficaz.

__________
Texto baseado em: Draelos, Z. D. (2004). Hair Care: An Illustrated Dermatologic Handbook. CRC Press.
Informações sobre proteínas hidrolisadas veganas em: Schueller, R. & Romanowski, P. (2009). Conditioning Agents for Hair and Skin. CRC Press.

sábado, 25 de junho de 2016

Resenha Condicionador Nutritivo Low Poo - Kanechom

Compartilhe:

O Condicionador Nutritivo Low Poo faz parte da linha dedicada às técnicas de No Poo e Low Poo da empresa de cosméticos mineira Kanechom.

A linha foi toda pensada para quem evita o uso de sulfatos, silicones e derivados de petróleo "proibidos" nas técnicas, como a parafina e o petrolato.

Os produtos são tão direcionados para seu público-alvo que na embalagem tem até dedicatória:

Lê-se no verso da embalagem do Condicionador nutritivo Low Poo - Kanechom a seguinte frase estampada em um retângulo verde-abacate: O Condicionador Nutritivo Kanechom foi desenvolvido para as adeptas do Low Poo. Sua fórmula é livre de silicones, petrolatos e parabenos e contem extratos de chá verde e menta, que hidratam os cabelos sem agredir os fios.


Já analisamos outros produtos da linha e hoje observaremos vários aspectos do condicionador.

pH: 4 a 4,8



Estamos chegando a conclusão de que é complicado achar produtos dentro do pH que gostaríamos.

Não vamos reclamar pois ao menos o pH do condicionador é mais ácido que o do shampoo.

Gosta de embalagens econômicas? Veja esta lista com 15 Cremes para Pentear com 1kg.

Produto vegano liberado No e Low Poo em junho/2016


Consideramos veganos os produtos que não possuem ingredientes de origem animal de empresas que não fazem testes em animais.

Em contato com o SAC da empresa fomos informados de que a linha Low Poo é isenta de ingredientes animais (bem como algumas outras linhas da marca). A Kanechom afirma também não fazer testes em animais.

Temos uma Tag específica para cosméticos veganos. Clique e confira.

Apesar do nome, o produto é liberado para Low Poo e No Poo pois não possui nenhum silicone em sua composição. Logicamente também não há derivados de petróleo proibidos em sua composição.

Embalagem


Tampa flip top aberta. foto tirada de cima, embalagem branca.
A embalagem é de plástico, comprida e acinturada (que facilita a pegada quando está molhado).

Tampa básica do tipo flip top, sem rosca.

O produto ganha pontos pois tem 350ml (já que 200ml parece ser o novo padrão da indústria cosmética).

Composição 


A fórmula não apresenta nenhuma grande inovação. Contém ingredientes condicionantes, e a mesma mistura de óleos do seu primo-irmão o Creme de Tratamento Nutritivo Low Poo.

Não conhece todas as funções dos agentes condicionantes
Clique aqui e descubra.

Como já falamos nas outras resenhas, destacam-se os óleos de argan, macadâmia e nosso queridinho: o óleo de coco, que em artigo da Journal of Cosmetic Science¹, mostra sua efetiva capacidade de penetração no fio de cabelo. Mostra-se também eficiente na prevenção de perda de proteínas segundo outro artigo².

Acompanhe conosco de forma mais detalhada os ingredientes da fórmula. Listaremos conforme impressos no rótulo. Lembrem-se que "riscamos" os ingredientes com funções mais "técnicas". Algumas funções tem links para explicações que já demos aqui no blog sobre termos técnicos:

Aqua: Água.

Cetearyl Alcohol: É um álcool que amacia e condiciona cabelos. Emoliente.

Cetrimonium Chloride: Agente Condicionante. Surfactante Catiônico. Emulsificante: Mantém o produto em uma fase só (água e óleos misturados).

Cetyl Alcohol: Emoliente. É um álcool que amacia e condiciona os cabelos. Tem outras funções como manter a estabilidade do produto (óleos e água misturados).

Hydroxypropyl Strach Phosphate: Emulsificante. Espessante.

Parfum: Perfume.

Ceteareth-20: Emoliente. Emulsificante. Surfactante (limpeza e agente solubilizante).

Dicocoylethyl Hydroxyethylmonium Methosulfate: Agente Condicionante. Antiestático.

Propylene Glycol: Umectante.

Disodium EDTA: Conservante. Quelante (Evita acúmulo de metais de água dura). Diz-se que aumenta a capacidade de limpeza de produtos com este fim.

Citric Acid: Estabilizador de pH.

PEG-14M: Estabilizante. Aglutinante.

Glycerin: Umectante.

Helianthus Annuus Seed Oil: Óleo de semente de Girassol.

Cocos Nucifera Oil: Óleo de Coco.

Linum Usitatissimum Seed Oil: Óleo de Linhaça (Linho/Semi di Lino).

Methylchloroisothiazolinone/Methylisothiazolinone: Conservante.

Camellia Sinensis Leaf Extract: Extrato de Chá Verde.

Argania Spinosa Kernel Oil: Óleo de caroço de Argan.

Macadamia Ternifolia Seed Oil: Óleo de semente de Macadâmia.

Olea Europaea Fruit Oil: Azeite de Oliva.

Persea Gratissima Oil: Óleo de Abacate.

Mentha Piperita Leaf Extract: Extrato de folha de hortelã-pimenta.

Potassium Sorbate: Conservante.
Sodium Benzoate: Conservante.

Rosmarinus Officinalis Leaf Extract: Extrato de folha de Alecrim.


Aparência geral (Textura, cor e cheiro) 



O produto é um creme branco de consistência leve, quase lembra um gel molinho.

Achamos que essa consistência tem a ver com o Hydroxypropyl Strach Phosphate, usado como espessante.

Por ser bastante leve ele espalha com facilidade.

O cheiro é igual aos outros produtos da linha que descrevemos como anteriormente como "doce, lembrando bala de coco e chocolate branco".

Esse teaser acima está no nosso Instagram desde ontem, acredita?
Acompanhe o Cabeleira em Pé na sua rede social favorita:

Modo de uso


Com os cabelos lavados espalhou-se o equivalente a uma colher de sopa do creme ao longo do comprimento dos fios, massageando com delicadeza. Esta quantidade vai variar de pessoa para pessoa.

Resenha Máscara Low Poo Kanechom. Liberada para No Poo

Desaconselhamos o uso nos cabelos encharcados pois o produto dispersa-se com facilidade, quase desaparecendo se os cabelos estiverem molhados demais.

Enxágue e seque normalmente.

Resultado 


Frasco do Condicionador Nutritivo Low Poo Kanechom visto de frente. Frasco branco com diagramação em verde-folha e verde abacate.
Os cabelos não ficaram pesados e quase não se observa frizz.

Já no enxágue pode-se notar o desembaraçamento dos fios.

Não tem cheiro depois de seco.

Um produto livre de silicones que tem um resultado bastante semelhante ao sensorial dos produtos siliconados pois o cabelo fica bastante brilhante e lisinho ao toque.

Preço e onde encontrar


Como os demais produtos da marca Kanechom, o Condicionador Nutritivo Low Poo cabe na maioria dos orçamentos.

Os preços variam dependendo da localidade. Encontra-se por menos de R$10,00 na maioria dos pontos que comercializam a linha.

Não deixe de conferir as resenhas dos demais produtos da Linha Low Poo da Kanechom:

Shampoo Sem Sulfato Low Poo - Kanechom
Condicionador Low Poo - Kanechom
Creme Condicionante (Máscara) Low Poo - Kanechom
Creme Condicionante (Máscara) Low Poo - Kanechom (Cowash)

Se você não o encontra na sua região, pode encontrá-lo online . Nesses casos vale a pena pesquisar o preço em mais de uma loja, e nunca esqueça de verificar se o valor do frete vale a compra.

__________
¹ S. B. Ruetsch & cols. (2001). Secondary ion mass spectrometric investigation of penetration of coconut  and   mineral oils into human hair fibers: Relevance to hair damag. Journal of Cosmetic Science v.
² Rele, A.S. & Mohile, R.B. (2003). Effect of mineral oil, sunflower oil, and coconut oil on prevention of hair damage. Journal of Cosmetic Science v.

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Unilever relança produtos da linha Suave

Compartilhe:
Propaganda vinatege em preto e branco com os dizeres em inglês "Helene Curtis, creme shampoo, favorito dos esteticistas"
Imagem 1: Helene
Curtis, creme
shampoo, favorito
dos esteticistas

Lançamento Produtos Suave


A marca Suave surgiu no final da década de 1930, nos Estados Unidos, fazendo parte da empresa National Mineral Company.

A empresa passou a ser chamada Helene Curtis depois da Segunda Guerra Mundial e nos anos '60 tinha na Suave uma de suas marcas mais sólidas.

Em meados da década de '90 a marca foi incorporada pela Unilever, expandindo seu alcance para fora dos Estados Unidos.

A marca foi introduzida no mercado brasileiro em 2005, saindo de linha alguns anos depois.

Por motivos não divulgados a marca foi reintroduzida aqui em abril de 2016.

Os produtos tem preço acessível e o cenário econômico do país na atualidade pode ser um dos motivadores do ressurgimento da marca.

Resenhas da nova linha Baixo Poo + Nutrição da TRESemmé:


Produtos Suave liberados para No Poo e Low Poo


Dos produtos Suave lançados pela Unilever até o momento, três condicionadores são liberados para ambas as técnicas.

Por não conterem quaisquer silicones, tornam-se uma nova alternativa de cowash no mercado nacional.

Assim que tivermos os produtos em mãos, faremos resenha deles, viu?
Para não perder nenhuma atualização, segue a gente aqui:


Por que curtimos o retorno da marca?


Por se tratar de uma marca popular, a Suave chega às prateleiras com preços acessíveis à maioria dos bolsos.

Os produtos tem fórmulas bem simples e alguns extratos naturais.

Para quem tem alergia a parabenos, é mais uma alternativa de cowash e condicionador.

Quer dicas de outros produtos sem parabenos? Clica nesse link.

Quem mora em cidades menores vai ter uma opção a mais de produto liberado para No Poo, já que a Unilever tem abrangência nacional e em cidades pequenas pode ser complicado encontrar produtos liberados para as técnicas.

Precisado uma limpeza extra? Descubra o que são os pré-shampoos esfoliante, detox, quelante e antirresíduos.

Composição Condicionadores Suave





Condicionador Suave Mel e Amêndoa (Cabelos Secos): Aqua, Ceteryl Alcohol, Stearamidopropyl Dimethylamine, Parfum, Sodium Chloride, Glucose, Disodium EDTA, Mel, PEG-150 Distearate, Prunus Amygdalus Dulcis Oil, Methylchloroisothiazolinone, Methylisothiazolinone, Hexyl Cinnamal, Lactic Acid.

Resenha condicionador Suave Mel e Amêndoas.
Liberado para No Poo, Low Poo e Cowash.

Condicionador Suave Lavanda e Bambu (Todos os tipos de Cabelos): Aqua, Ceteryl Alcohol, Stearamidopropyl Dimethylamine, Parfum, Sodium Chloride, Disodium EDTA, PEG-150 Distearate, Methylchloroisothiazolinone, Lavandula Angustifolia Flower Extract, Bambusa Arundinacea Stem Extract, Methylisothiazolinone, Linalool, Lactic Acid.

Resenha condicionador Suave Lavanda e Bambu
Liberado para No Poo, Low Poo e Cowash.

Condicionador Suave Jasmim e Óleos Essenciais (Cabelos Normais): Aqua, Cetearyl Alcohol, Stearamidopropyl Dimethylamine, Sodium Chloride, Parfum, Disodium EDTA, PEG-150 Distearate, Simmondsia Chinensis Seed Oil, Methylchloroisothiazolinone, Methylisothiazolinone, Jasminum Officinale Extract, Lactic Acid.

Resenha condicionador Suave Jasmim e Óleos Essenciais
Liberado para No Poo, Low Poo e Cowash.



Onde encontrar


Essa é a parte boa de produtos de multinacionais como a Unilever. Eles se espalham por todo o lugar. 

Em breve você encontrará estes produtos em supermercados, redes de farmácias e lojas de conveniência. E pelo anúncio dos anos 80 abaixo, parece que foi sempre desse jeito.

Imagem 2: Tamanho família (450 g)  Na sua loja de cosméticos,  farmácias e lojas de departamentos.
Imagem 2: Tamanho família (450 g)
Na sua loja de cosméticos,
farmácias e lojas de departamentos.


__________
Imagens 1 e 2: Revista The Ladies' home journal, vol.65. Editora Philadelphia, 1989.

terça-feira, 21 de junho de 2016

Pesquisa mostra verdade assustadora de pH de shampoos no Brasil

Compartilhe:

Prateleira de supermercado cheia de frascos coloridos


Fazendo a pesquisa sobre a importância do ph dos produtos para cabelos nos deparamos com um artigo internacional¹ de uma pesquisadora brasileira que analisou 123 shampoos de marcas diversas encontrados no Rio de Janeiro.

O conteúdo é tão interessante que resolvemos resumir aqui no Cabeleira em Pé.

Podemos te manter atualizado através de sua rede social favorita.
Siga-nos e não perca nenhuma postagem: 

O que precisamos saber antes de começar?


Confira a série de materiais sobre pH no Cabeleira em Pé:


O objetivo do estudo era verificar o pH de 123 shampoos de marcas conhecidas internacionalmente.

Sabemos que o pH do couro cabeludo é de 5,5, portanto pH muito diferentes disso podem irritá-lo.

Sabemos também que a haste (o fio do cabelo em si) tem pH 3,67.

Olha que legal! Aqui tem uma Lista com 7 Shampoos sem Sulfato com pH "baixo" (menor que 5,5).

PHs acima disso (mais alcalinos) podem abrir as escamas da cutícula do fio (o que não é bom para a saúde dos fios).

Já pHs mais ácidos (bais "baixos") que 3,67 tendem a fechar as escamas do cabelo (o que é desejável na maioria das vezes pois o cabelo tende a manter a hidratação por mais tempo e fica mais brilhante).

Tendo isso em mente, entendemos que o shampoo não deveria de forma alguma ter pH maior que 5,5 pois isso traria danos tanto ao fio quanto ao couro cabeludo, correto?


Está gostando deste texto? Curta nossa página no Facebook e não perca nenhuma atualização do Cabeleira em Pé:



Os dados da pesquisa


O menor pH dentre os shampoos analisados foi de 3,5.

O maior pH registrado (pasmem!) foi de 9,0. Só para se ter um parâmetro a química transformadora do tioglicolato de amônia tem pH 10. Já imaginou estar usando um shampoo desses sem saber?

Crescimento Capilar também depende da escolha de um bom Shampoo. Descubra aqui o motivo para escolher um Shampoo Sem Sulfato.

Infelizmente, por questões éticas inerentes à pesquisa desenvolvida em ambiente acadêmico, as marcas não foram divulgadas no artigo.

Apenas 38.21% (menos da metade) tiveram o pH igual ou inferior a 5,5.

Chocantemente 61.78% dos cento e vinte e três shampoos analisados teve pH superior a 5,5.

Veja a resposta do Cabeleira à Matéria do Bem estar da Globo sobre Shampoos sem Sulfato.

Pesquisa por Nichos


Como cem por cento das amostras de shampoos infantis teve pH maior que 6 (em função de evitar irritação dos olhos), os autores da pesquisa desaconselham fortemente o uso de shampoos infantis por adultos, em especial aqueles que descoloriram os cabelos.

Outro dado importante coletado neste estudo é de que de 96 marcas internacionais de shampoos populares (aqueles que se encontra com facilidade em supermercados), apenas 38% tem o pH inferior a 5,5.

Entretanto, no caso das 15 amostras de marcas profissionais (aquelas usadas em salões) esse número sobe para 75%.

Será que descobrimos um dos motivos pro cabelo parecer mais bonito quando é lavado no salão?

Quer aprender a identificar os óleos que penetram nos fios e aqueles que ficam do lado de fora? Confira estes 3 textos e faça escolhas mais inteligentes na hora de nutrir, umectar e finalizar os fios com óleos vegetais:


__________
¹ Maria Fernanda Reis Gavazzoni Dias, Andréia Munck de Almeida, Patricia Makino Rezende Cecato, Andre Ricardo Adriano, and Janine Pichler. (2014). The Shampoo pH can Affect the Hair: Myth or Reality? Int J Trichology. 2014 Jul-Sep; 6(3): 95–99. doi:  10.4103/0974-7753.139078

sábado, 18 de junho de 2016

Resenha Creme Low Poo - Kanechom (Cowash)

Compartilhe:
Pote Creme Kanechom Low Poo, verde, amarelo e branco. Pote cilíndrico e fechado.

Testamos a Máscara Low Poo da Kanechom para Cowash


A Kanechom é uma empresa brasileira conhecida em especial pelos seus cremes de tratamento. 

Acreditamos que essa fama se dê em especial em função do Coquetel de frutas, tratamento bastante popular nos anos '90.

Recentemente a empresa lançou uma linha destinada aos praticantes de No Poo e Low Poo. 

O shampoo é liberado para Low Poo e os demais produtos podem ser usados em ambas as técnicas.

Como o creme de tratamento e o condicionador são totalmente isentos de silicones, ambos podem ser usados para higienização por cowash.

Não deixe de conferir as resenhas dos demais produtos da Linha Low Poo da Kanechom



pH: 3,5 a 4,8


O pH desta máscara não é exatamente o que se espera de um produto a ser aplicado no couro cabeludo.

Em se tratando de acidez, um produto é considerado suave para o couro cabeludo quando seu pH fica em torno de 5,5¹,²,³ e não mais do que 5,9¹.

É um bom produto para o fio de cabelo mas, se seu couro cabeludo coçar, pode ser que ele seja um pouco sensível e não tolere alterações de pH muito bem.

Já sabe né? Se você usou um produto novo e a cabeça coçou, 
melhor deixar de usá-lo.

Produto vegano liberado No e Low Poo em junho/2016


Consideramos veganos os produtos que não possuem ingredientes de origem animal de empresas que não fazem testes em animais.

Em contato com o SAC da empresa fomos informados de que a toda a linha Low Poo é isenta de ingredientes animais.

A Kanechom afirma também que não faz testes em animais e que existem outros produtos da marca sem derivados animais.

Apesar do nome, o produto é liberado para Low Poo e No Poo pois não possui nenhum silicone em sua composição, tornando-o liberado para Cowash.


Quer receber as atualizações do Cabeleira em Pé por e-mail? Preencha o campo abaixo, clique em "Quero me inscrever!" e siga as instruções da página que será aberta. Não esqueça de confirmar a inscrição clicando no link enviado para o seu endereço eletrônico (verifique também a sua caixa de spam).



Embalagem



Creme Kanechom Low Poo derramando conteúdo do pote para a tampa.
A embalagem é grande com tampa de rosca.

Apesar de parecer cilíndrica, na verdade lembra um prisma de 3 lados meio arredondado.

Uma das grandes vantagens dos cremes de tratamento da marca é a quantidade nos potes. O Low Poo não ficou para trás. Um quilo de produto é um presente e tanto para os consumidores.
Vista inferior do Creme Kanechom Low Poo (fundo parece um triangulo de pontas arredondadas.

A desvantagem deste tipo de pote é que você acaba tocando o creme ou as laterais internas do pote com as mãos.

Isso pode oxidar e diminuir a vida útil do seu produto.

Por isso, use preferencialmente uma colher/espátula plástica.

Nas próximas semanas daremos outra alternativa para evitar o contato das mãos com os cremes de "potão". Não perca nenhuma atualização nos acompanhando pelas redes sociais:

Antes de analisar a composição...


Já fizemos uma resenha avaliando as funções desta máscara como tratamento hidronutritivo.

Resenha Máscara Low Poo Kanechom. Liberada para No Poo

Desta vez, precisamos desviar o olhar para outros componentes da fórmula, avaliando o potencial que o produto tem para a limpeza do couro cabeludo.

Começaremos pelo Cetrimonium Chloride.

Ele é um detergente Catiônico que, além de funcionar como condicionante dos fios, ajuda na limpeza em função de sua estrutura capaz de formar micelas que auxiliam o enxágue de gorduras.

Outro agente multifuncional é o Ceteareth-20. Que, além de emoliente e emulsificante, é também um surfactante (tipo um detergente) gentil com os fios.

O Disodium EDTA é uma escolha bastante interessante (se não proposital) feita pela empresa.

Quando falamos dos Surfactante Catiônicos, fizemos a ressalva de que eles podem (em alguns casos) acumular nos fios. O Disodium EDTA previne esse tipo de acúmulo por se tratar de um Quelante.

Descubra aqui o que são Surfactantes Catiônicos.

Ao questionarmos o laboratório da marca (que nos atendeu de forma exemplar), sua resposta foi de que nesta fórmula, o EDTA além de quelante, é responsável por "sequestrar os Íons presentes no produto que por sua vez tem como benefício a eficácia de emulsionar as sujidades acumuladas nos fios dos cabelos e retirar possíveis sais que possam formar à partir da dureza da água utilizada no processo de limpeza".

Ele parece realmente ter sido pensado para cowash.

Confira aqui a Tag que agrupa postagens sobre Cowash.

Lorraine Massey (a mãe do método Curly Girl, chamado aqui no Brasil de No Poo e Low Poo) indica o ouso de produtos que contenham extratos botânicos.4

Vamos partir do pressuposto de que as recomendações internacionais para descrição da composição no rótulo sejam seguidas pela Kanechom. Dessa forma os ingredientes são listados em ordem decrescente.

Nesse cenário, essa máscara não é composta por grandes quantidades de ingredientes botânicos.

Mas em terra de cego, quem tem um olho é rei.

Ter um pouco de extratos naturais já é mais do que muita empresa cosmética oferece no Brasil.

Destes, os que mais chamam a atenção para otimizar a higienização por cowash são os seguintes:

Extrato de folha de chá verde: Um antisséptico natural, combate os radicais livres e é rico em cafeína, que os cabelos adoram.

Extrato de folha de hortelã pimenta: É adstringente e refrescante.

Extrato de folha de alecrim: É rico em antioxidantes. Ajuda no controle da oleosidade. Estimula a vascularização do couro cabeludo. Desobstruiu os folículos capilares. Usado também como alternativa natural no combate à caspa.

PARABENOS: Fazem mal? Dá câncer? Provoca Alergia? É um desregulador endócrino? Mimetiza o estrogênio? Penetra no corpo através da pele? Faz mal pro meio ambiente? Descubra neste link.

Composição


Acompanhe agora a listagem dos ingredientes e suas funções.

A gente costuma "riscar" os ingredientes com funções mais "técnicas".

Não deixe de clicar nos links para obter mais informações sobre os termos técnicos disponíveis aqui no blog.

Ingredientes Máscara Low Poo - Kanechom


Aqua: Água.

Cetearyl Alcohol: É um álcool que amacia e condiciona cabelos. Emoliente.

Cetrimonium Chloride: Agente Condicionante. Surfactante Catiônico. Emulsificante: Mantém o produto em uma fase só (água e óleos misturados).

Cetyl Alcohol: Emoliente. É um álcool que amacia e condiciona os cabelos. Tem outras funções como manter a estabilidade do produto (óleos e água misturados).

Parfum: Perfume.

Ceteareth-20: Emoliente. Emulsificante. Surfactante (limpeza e agente solubilizante).

Dicocoylethyl Hydroxyethylmonium Methosulfate: Agente Condicionante. Antiestático.

Propylene Glycol: Umectante.

Citric Acid: Estabilizador de pH.

Disodium EDTA: Conservante. Quelante (Evita a deposição de resíduos). Diz-se que aumenta a capacidade de limpeza de produtos com este fim.

Glycerin: Umectante.

Helianthus Annuus Seed Oil: Óleo de semente de Girassol.

Cocos Nucifera Oil: Óleo de Coco.

Linum Usitatissimum Seed Oil: Óleo de Linhaça (Linho/Semi di Lino).

Methylchloroisothiazolinone/Methylisothiazolinone: Conservante.

Camellia Sinensis Leaf Extract: Extrato de Chá Verde.

Argania Spinosa Kernel Oil: Óleo de caroço de Argan.

Macadamia Ternifolia Seed Oil: Óleo de semente de Macadâmia.

Olea Europaea Fruit Oil: Azeite de Oliva.

Persea Gratissima Oil: Óleo de Abacate.

Mentha Piperita Leaf Extract: Extrato de folha de hortelã-pimenta.

Potassium Sorbate: Conservante.
Sodium Benzoate: Conservante.

Rosmarinus Officinalis Leaf Extract: Extrato de folha de Alecrim.


Descubra aqui 7 dicas para escolher um condicionador para cowash.


Aparência geral (Textura, cor e cheiro) 


O produto é um creme branco de consistência leve e não-aguada.

É possível ver a consistência no vídeo abaixo.

O cheiro é um pouco difícil de descrever. É doce, lembrando bala de coco e chocolate branco.

Precisado uma limpeza extra? Descubra o que são os pré-shampoos esfoliante, detox, quelante e antirresíduos.

Modo de uso 


Com os cabelos úmidos espalhou-se o equivalente a quatro colheres de sopa do creme concentrando-o junto à raiz dos fios.

O produto foi massageado no couro cabeludo. Fez-se uma pausa de 10 minutos (pois o cabelo estava bastante impregnado de óleo de coco).

Enxaguou-se em abundância.

Veja o passo-a-passo no vídeo abaixo.

Resultado 



Além de macios e hidratados (características observadas no uso como máscara de hidronutrição), os cabelos ficaram bastante limpos.

O couro cabeludo não coçou e não houve aumento de oleosidade.

Achamos que o uso de um surfactante leve em conjunto com o quelante faz dessa máscara uma ótima opção para Cowash.

Com o preço acessível é até menos dolorido pesar a mão na hora de fazer o cowash, já que na maioria das vezes é preciso uma quantidade grande de produto para higienizar os fios.

Preço e onde encontrar


O valor deste creme é um dos pontos altos desta resenha.

Não vimos nenhum lugar cobrando mais de R$18,00 e o preço mais comum gira em torno de R$12,00.

A distribuição nacional da marca não é lá grande coisa, mas não é difícil comprá-lo pela internet (ou no mercadinho do seu bairro, se você for sortud@).

Se pensarmos na quantidade, resultado e preço: este produto acerta em cheio.

Sem falar do bendito EDTA que já movimentou o pessoal do lado de cá - todo mundo querendo saber mais desse bicho.

__________
¹ Kumar, A. & Mali, R. R. (2010). Evaluation of prepared shampoo formulations to compare formulated shampoo with marketed shampoos. International Journal of Pharmaceutical Sciences Review and Research v03 e01. 
² Mainkar, A. R. & Jolly, C.I. (2001). Formulation of natural shampoos. International Journal of Cosmetic Science v23 e01. 
³ Dias, M. F. R. G. & cols. (2014).The Shampoo pH can Affect the Hair: Myth or Reality? Int J Trichology. 2014 Jul-Sep; 6(3): 95–99
4 Bender, M. ; Massey, L. & Chiel, D. (2011). Curly Girl: The Handbook. Workman Publishing Company.

quinta-feira, 16 de junho de 2016

Caspa: Produtos liberados para No Poo - Parte 2

Compartilhe:
Mulher com capus, tirando foto na neve. Os cabelos cheios de neve como caspa.

Veja edições anteriores de produtos liberados para prevenção/tratamento da caspa:



Já pensou em chegar no seu dermatologista com o tema de casa feito?

Como assim Cabelê?

Quem já fez uma consulta dermatológica, sabe que algumas vezes os remédios indicados contém sulfatos evitados nas rotinas No Poo e Low Poo.

Por esse motivo, não se acanhe e converse sobre estas restrições com a pessoa que está lhe atendendo.

O Low Poo não é mais tão desconhecido. Falaram sobre shampoo sem sulfato no programa Bem Estar da Rede Globo de televisão.

Ao agendar sua consulta, pesquise produtos anticaspa liberados para a técnica que você pratica (Low Poo ou No Poo).

Procure ajuda com essa lista em mãos, dessa forma o profissional que lhe atender poderá avaliar as fórmulas que você anotou procurou e existe a possibilidade de ele adequar a receita indicando um dos produtos liberados da sua lista.

Produtos Anticaspa Liberados para No Poo



Essa foto está lá no nosso Instagram, siga-nos! Instagram do Cabeleira em Pé: Clique Aqui!

Composição produtos para prevenção e tratamento da caspa liberados para No Poo:


1) Tônico anticaspa - Capicilin: Aqua, Alcohol, Propylene Glycol, Piroctone Olamine, Phenoxyethanol, PEG-40 Castor Oil, Parfum, Citric Acid, Menthol, Benzyl Salicylate, Hexyl Cinnamal, Aloe Barbadensis Leaf Extract, Arctium Majus Root Extract, Linalool, Limonene, Butylphenyl Methylpropional, Geraniol, Citronellol, Methylchloroisothiazolinone, CI 16255, CI 42090, Methylisothiazolinone, CI 19140, Tetrasodium EDTA.

2) Loção Capilar Anticaspa Sal da Terra: Água destilada, Vinagre de Maçã, Extratos Naturais de Própolis, Hamamelis virginiana, Punica granatum, Remijia Ferruginea, Articum Lappa, Aloe Vera, Óleos Essenciais de Rosmarinus Officinalis, Citrus Limon, Mentha Arvensis e Zingiber Officinale e Sorbato de Potássio.

3) Condicionador Orgânico de Cerveja - Sal da terra: Água destilada, Cerveja artesanal, Cerveja Artesanal, Óleo de Jojoba, Gérmen de Trigo, Vitamina E, Gomas vegetais, Extratos de Aloe e Hamamélis e Óleos Essenciais de  Patchouli, Ho wood, Limão Tahiti e Cravo.

4) Tônico Capilar - Tricofort: Alcohol, Aqua, Sulfur, Zingiber Officinale Root Extract, Resorcinol, Parfum, Cinchona Succirubra Bark Extract, Capsicum Annuum Fruit Extract, Benzoic Acid, Salicylic Acid, CI 19140, CI 42090, Amyl Cinnamal, Geraniol, Coumarin, Citral, hydroxycitronellal, Citronellol, Limonene.

Saiba o que é e como evitar o Acúmulo de Resíduos no Cabelo (Build Up).


Não desista


Lembre-se: sua saúde sempre em primeiro lugar!

Por isso, se não for possível fazer o tratamento contra a caspa com produtos liberados. Não se desespere.

Não há impedimentos para que você volte às técnicas depois de resolver o problema.

Não esqueça de acompanhar nosso conteúdo na sua rede social favorita: 

terça-feira, 14 de junho de 2016

Resenha Shampoo sem sulfato Low Poo - Kanechom

Compartilhe:
Embalagem branca e verde do shampoo Suave Low Poo Kanechom

O Shampoo Suave faz parte da linha Low Poo lançada recentemente pela empresa mineira Kanechom.

O lançamento destes produtos reforça a ideia de reposicionamento das marcas em relação aos cosméticos que buscamos.

A linha é toda pensada para os praticantes de No Poo e Low Poo e escolhe uma fatia pouco explorada deste mercado: Low/No Poo a preços baixos.


Essa linha vem causando burburinho em nossas Redes Sociais. 
O que? Você ainda não acompanha a gente? Escolhe sua favorita aí:

Falaremos hoje do shampoo, que é liberado para Low Poo - e o único item desta linha que é proibido para No Poo.

pH: 6-7,5


A gente não pode elogiar demais que as falhas começam a aparecer, não é?

Em outros momentos já falamos de pH e de como esse índice se relaciona com nossos cabelos.

Em algumas destas ocasiões já falamos que o pH ideal para o couro cabeludo é entre 5,5 e 5,9.¹,²,³

Já para o fio esse índice deve ficar entre 4 e 6.²


Estas informações foram tiradas do post a respeito de
 Mitos sobre o pH dos Shampoos. Clique para ler mais.

Produto vegano liberado Low Poo em junho/2016


Consideramos veganos os produtos que não possuem ingredientes de origem animal de empresas que não fazem testes em animais.

Em contato com o SAC da empresa fomos informados de que toda a linha Low Poo é isenta de ingredientes animais (bem como algumas outras linhas da marca).

A Kanechom afirma também, que não faz testes com animais.

O produto é liberado para Low Poo pois não possui sulfatos agressivos ou derivados de petróleo proibidos em sua composição.

Você sabia que nem todos os derivados de petróleo são proibidos para Low e No Poo?

Embalagem


Shampoo Suave Low Poo Kanechom aberto, frasco branco e rótulo em tons de verde
A embalagem é de plástico, comprida e acinturada (que facilita a pegada quando está molhado).

Tampa básica do tipo flip top, sem rosca.

O produto ganha pontos pois tem 350ml (já que 200ml parece ser o novo padrão da indústria cosmética).

Só achamos estranho que nas fotos da linha, divulgadas pela empresa, o shampoo tem a tampa verde.

O que nós encontramos para comprar tem a tampa branca, igual a do condicionador, é preciso tomar cuidado para não confundir os dois na hora do banho.

Composição 


Os ativos vegetais da fórmula do shampoo são os mesmos da máscara condicionante.

Se você gosta de usar shampoo e condicionador da mesma linha confira a Resenha condicionador Nutritivo Low Poo - Kanechom. Liberado para No Poo.

Nesta etapa de higienização do couro cabeludo destaca-se o uso dos extratos de Hortelã Pimenta e Alecrim.

Agora, listaremos (brevemente) cada componente da fórmula e sua função.

Notem que algumas funções tem link. Clicando neles uma nova janela se abrirá com o post explicativo daquele termo.

Outra peculiaridade é que alguns componentes estão "riscados" (assim). Fazemos isso para diferenciar aqueles ingredientes que executam funções "técnicas" como conservação cor e aroma. Assim destacamos os ingredientes que possuem funções de tratamento dos fios.

Ingredientes Shampoo Suave Low Poo - Kanechom


Aqua: Água.

Disodium Laureth Sulfosuccinate: Surfactante suave (cauda com 22 carbonos). Agente de limpeza. Espumante. Hidrótropo (que ajudam na solubilidade de outros surfactantes no produto).

Sodium Cocoamphoacetate: Surfactante anfótero (Cauda com 18 carbonos). Agente Condicionante. Espumante. Agente de limpeza.

Lauryl Glucoside: Surfactante gentil (cauda com 18 carbonos).

PEG-150 Distearate: Surfactante suave (cauda 19 carbonos)

Cocamide DEA: Surfactante médio (cauda 13 carbonos). Espumante. Emulsificante

Parfum: Perfume.

Citric Acid: Estabilizador de pH.

Glycerin: Umectante.

Helianthus Annuus Seed Oil: Óleo de semente de Girassol.

Cocos Nucifera Oil: Óleo de Coco.

Methylchloroisothiazolinone/Methylisothiazolinone: Conservante.

Linum Usitatissimum Seed Oil: Óleo de Linhaça (Linho/Semi di Lino).

Argania Spinosa Kernel Oil: Óleo de caroço de Argan.

Macadamia Ternifolia Seed Oil: Óleo de semente de Macadâmia.

Olea Europaea Fruit Oil: Azeite de Oliva.

Persea Gratissima Oil: Óleo de Abacate.

Mentha Piperita Leaf Extract: Extrato de folha de hortelã-pimenta.

Potassium Sorbate: Conservante.
Sodium Benzoate: Conservante.

Rosmarinus Officinalis Leaf Extract: Extrato de folha de Alecrim.

Aparência geral



O produto é transparente, de textura bastante fluída (mas não aguada).

O cheiro é o mesmo dos outros produtos da linha. É doce, lembra bala de coco e chocolate branco.

Espalha fácil nas mãos e é necessária pouca quantidade pois faz bastante espuma (vimos vários espumantes na fórmula, lembra?).

Modo de uso


Com os cabelos molhados, aplique sobre as mãos quantidade suficiente para espalhar o produto pelo couro cabeludo.

Uma ou duas colheres de sopa devem ser o suficiente.

Massageie delicadamente usando a ponta dos dedos (e nunca as unhas).

Aproveite para lavar atrás das orelhas, nuca e pescoço.

Enxágue em abundância (isso mesmo: 1 ou 2 minutos em água corrente).

Enxágue e parta para a etapa de condicionamento ou tratamento de sua preferência.

Resultado Shampoo Nutritivo Kanechom Low Poo


O teste de fogo para quem faz Low Poo é ver se o shampoo dá conta de limpar os fios depois de uma umectação.

Foi o que resolvemos fazer.

Com os cabelos besuntados de óleo de semente de uva, testamos o poder de limpeza desse shampoo.

Por que os óleos vegetais são bons para os cabelos e a pele?

Sem necessidade de reaplicação o shampoo limpou todo o óleo dos fios.

O vídeo abaixo mostra o quanto os cabelos ficaram limpos e soltinhos.


Se você gostou do vídeo, não deixe de se inscrever em nosso canal.


Preço e onde encontrar


Quanto você pagou pelo seu último shampoo sem sulfato? Deixa eu adivinhar: Mais de R$10,00?

Pois é.

Finalmente alguém resolveu quebrar a banca oferecendo um produto livre de sulfatos agressivos, para adultos e por menos de R$10,00.

A distribuição nacional da marca não é lá grande coisa, mas não é difícil comprá-lo pela internet.

Em alguns lugares (em especial em Minas Gerais), é possível encontrarem mercadinhos por menos de R$6,00.

É uma alternativa fantástica para quem não pode arcar com um shampoo mais caro e quer fugir do ressecamento dos shampoos infantis.

Não deixe de conferir as resenhas dos demais produtos da Linha Low Poo da Kanechom:

Shampoo Sem Sulfato Low Poo - Kanechom
Condicionador Low Poo - Kanechom
Creme Condicionante (Máscara) Low Poo - Kanechom
Creme Condicionante (Máscara) Low Poo - Kanechom (Cowash)


Gostou dessa resenha? Quer receber as atualizações do Cabeleira em Pé em primeira mão, por e-mail? Preencha o campo abaixo, clique em "Quero me inscrever!" e siga as instruções da página que será aberta. Não esqueça de confirmar a inscrição clicando no link enviado para o seu endereço eletrônico (verifique também a sua caixa de spam).





__________
¹ Kumar, A. & Mali, R. R. (2010). Evaluation of prepared shampoo formulations to compare formulated shampoo with marketed shampoos. International Journal of Pharmaceutical Sciences Review and Research v03 e01.
² Mainkar, A. R. & Jolly, C.I. (2001). Formulation of natural shampoos. International Journal of Cosmetic Science v23 e01.
³ Dias, M. F. R. G. & cols. (2014).The Shampoo pH can Affect the Hair: Myth or Reality? Int J Trichology. 2014 Jul-Sep; 6(3).