terça-feira, 31 de maio de 2016

Head and Shoulders saiu de linha: 10 motivos para sentir falta da Máscara Humecta

Compartilhe:
Pessoa chorando, o chão cheio de lágrimas


10 Motivos para sentir falta da Máscara Head and Shoulders Humecta


Como muitos de vocês já perceberam, nossa amada máscara Head & Shoulders Humecta vem desaparecendo das prateleiras por todo o país.

A informação é de que ela realmente saiu de linha.

Infelizmente, a informação é de que as máscaras da marca foram tiradas de circulação.

Marca se posiciona nas redes sociais confirmando que a máscara h&S Humecta não será mais comercializada.


Mas porque tanta gente é apaixonada por esse produto?

Resolvemos fazer uma lista com os dez motivos pelos quais a nossa equipe sentirá falta da Máscara Head and Shoulders Humecta.


Está gostando deste texto? Curta nossa página no Facebook e não perca nenhuma atualização do Cabeleira em Pé:



Casquinha com sorvete verde e uma cereja

1) Refrescância


Muita gente ficou assustada a primeira vez que usou esse creme.

É sério, a cabeça ficava gelada.

Você passava, e em questão de um minuto:
começava a refrescância.

Era uma delícia, sem brincadeira!



Porquinho e moedas, símbolo de economia

2)Custo Benefício


Não era uma máscara comercial barata.

Mas ela valia cada um dos 1.299
centavos que se pagava por ela


 
Um pente com dentes compridos em um fundo azul e verde

3) O blend de agentes condicionantes


Fantástico! Ela desembolava o cabelo mais enozado do mundo.

Acho que muitas pessoas entenderam a expressão "o cabelo derreteu" quando usaram essa máscara pela primeira vez.

Você sabia que essa sensação de que o cabelo ficou molinho é devido aos seus ingredientes condicionantes? Saiba tudo sobre eles aqui.


4) Embalagem


Era muito prático não ter que rosquear o produto com as mãos lisas.

Mas nós gostávamos mais ainda era de guardar esse potinho depois de vazio para usar como porta-trecos.
 
Sacola de compras azul como a tampa do Head and Shulders Humecta

 

5) Fácil de encontrar


No supermercado? Tinha!

No mercadinho? Tinha!

Na farmácia? Tinha!

No banheiro da casa da irmã? Tinha!


Creme denso e branco como a textura da máscara Humecta da Head and Shoulders

 6) Textura


Não era um creme.

Era praticamente uma pomada.

A textura era densa e não precisava
muito para cobrir todo o cabelo.


Clique neste link para ler a Resenha da Máscara Óleo Extraordinário Cachos da Elseve, com óleo de coco.
Boneco asexuado fazendo compras com carrinho.


7) Se encontrava em lojas físicas


Do Oiapoque ao Chuí.

Podia até faltar por um tempo.

Mas a reposição vinha... só dependia do dono do estabelecimento.


Confira listas de produtos para prevenção/tratamento da caspa:


Ampulheta

8) Ação rápida


Você está na corrida, precisa lavar o cabelo,
não tem dado tempo de fazer hidratação...

Qual o jeito mais prático de dar um tapinha no picumã?

Head and Shoulders Humecta:

Ação em 3 minutos.

Frasco de vidro com líquido tampado com rolha e circundado de folhas e flores verdes,

9 ) Cheiro


Um cheirinho mentolado.

Um perfume de matinho fresco.

Lembra hortelã, menta, tea tree...

Era muito bom!
Cachorro com a cabeça cheia de espuma em uma bacia de metal verde


10) Podia usar no couro cabeludo


Nas instruções dizia para massagear no couro cabeludo.

Isso nos leva de volta ao item número um.
Que geladinho que ficava!

E você? o que mais sente falta na Head & Shoulders Humecta? Conta para a gente no campo de cmentários!


Agradecemos T. M. A. pela sugestão do tema.

sábado, 28 de maio de 2016

Por que nem todos os derivados de petróleo são proibidos para No Poo e Low Poo?

Compartilhe:

Sapinha na banheira com as patinhas levantadas.

Quando alguém nos pergunta o que é Low Poo ou No Poo, às vezes fica difícil explicar todos os detalhezinhos, não é verdade?

É dessa forma que acabamos generalizando algumas coisas para facilitar que os outros entendam no que consistem as técnicas.

Nessas generalizações podemos cometer alguns enganos e perpetuar alguns mitos.

Algumas destas afirmações são: Não usamos shampoo com sulfatos, no No Poo não se usa silicones e em ambas as técnicas é proibido o uso de derivados de petróleo.

Na verdade não usamos shampoo com sulfatos fortes, no No Poo não se usam silicones insolúveis em água, e há uma lista específica (que vai sendo atualizada) de derivados de petróleo que não usamos.

Porque alguns derivados de petróleo são proibidos?


Visão de Massey


No livro da Lorraine Massey ¹, onde foram inspiradas as técnicas de No e Low Poo, uma de suas colaboradoras afirma que os derivados de petróleo (e outras substâncias oclusivas) criam um filme sobre o fio de cabelo.

A função desse "filme" seria "aprisionar" a hidratação dos cabelos "dentro" dos fios.

Entretanto, a posição defendida no livro é de que por se tratarem de estruturas hidrofóbicas (que afastam a água) estes compostos podem acabar impedindo a hidratação dos fios, fazendo o contrário do que seria sua função.

Estas substância atrairiam também, partículas de sujeira, piorando ainda mais o aspecto dos fios.

Outra crítica feita pela Vida (cacheada autora deste texto no Manual da Garota Cacheada) é de que os cabelos estão cobertos por esse filme que repele água.

Ao lavarmos o cabelo (com shampoo forte) dissolvemos esse microfilme, que se vai ralo abaixo.

O que fazemos depois de nos livrarmos do filme que repele água?

Condicionamos o cabelo repondo essa barreira hidrofóbica.

Cria-se assim um círculo vicioso onde o shampoo danifica e o condicionador repara momentaneamente para depois de algum tempo passar a afastar a hidratação.

Já falamos dessas autoras na Resposta ao artigo "O uso do petrolato e de outros derivados de petróleo nos cabelos" do Portal Cosmética em foco

Visão de Davis-Sivasothy


Outra autora, Audrey Davis-Sivasothy², soma outras informações àquelas do livro de Massey.

Ela afirma que o filme criado pelo Petrolatum (um dos principais derivados de petróleo usados em cosméticos) bloqueia 98% da entrada de hidratação nos cabelos.

É, provavelmente, por causa dos estudos desta autora, que os agentes oclusivos derivados de petróleo foram declarados proibidos das rotinas No e Low Poo.

Ela afirma que as características não-polares do Petrolatum tornam ele muito difícil de ser desligado dos fios.

É necessário usar, nestes casos, surfactantes fortes como o Sodium Laureth Sulfate.

É no livro da Audrey que surge a ideia de que os cabelos são "maquiados" por substâncias como o Petrolatum.

A expressão "maquiagem" é usada - muitas vezes - para evidenciar que o Petrolatum não traz nenhum ganho além de boa aparência aos fios, escondendo - muitas vezes - um fio danificado - raciocínio que pode não ser o mais correto.
É verdade ou mito que Petrolato só maquia o cabelo? Isso é ruim? Surpreenda-se com a resposta aqui.

São todos proibidos?


Não.

Partindo das colocações das autoras, são proibidos os derivados de petróleo que se acumulam nos fios e não são retirados com surfactantes leves (pertinentes a cada técnica).

Existem muitos derivados de petróleo liberados para as técnicas pois são solúveis em água, evaporam à temperatura ambiente ou não se ligam aos fios por particularidades nas suas estruturas químicas.

Quais derivados de petróleo são liberados?


Complicado responder porque muitos petroquímicos são envolvidos na fabricação de cosméticos, Citaremos alguns mais comuns.

PEGs


A maior parte (senão todos) os ingredientes que começam com "PEG" contém Polyethylene glycol, que é um derivado de petróleo.

Exemplos são o PEG-8 Dimethicone liberado para ambas as técnicas

But...


Butyl glycol, Butyl alcohol, Butane, ...

..Propyl...


Aparecem por todos os cantos: isopropyl alcohol, propylene glycol...

Inclusive nossa amada Cocamidopropil Betaína depende do petróleo para se estruturar.³

Muitos outros


Dodecanol, diethanolamine, ethanolamine, ethyl alcohol, ethylene dichloride, ethylene oxide, EDTA, ethylene glycol, benzene, tuolene...

E a lista não para de crescer.

Para encerrar: Fique ligado nos proibidos para No Poo e Low Poo


Mais fácil do que controlar os derivados de petróleo liberados é conferir nas formulações aqueles dos quais você precisa passar longe.

Infelizmente o material disponível para esta classificação ainda é pouco e a indústria desenvolve constantemente novos insumos oclusivos.

Aos poucos temos que ir juntando "retalhos" de informação para definir proibidos e liberados até que pesquisas mais sérias neste campo sejam conduzidas e os resultados sejam transparentes com quem está nesta ponta do processo consumindo estes produtos.

Por via das dúvidas (e na ausência de materiais que corroborem informações de compatibilidade com as rotinas No Poo e Low Poo), evita-se os uso dos seguintes oclusivos derivados de petróleo:

Alkane

Decane
Decano

Decene
Deceno

Dodecane
Dodecano

Dodecene
Dodeceno

Cera Microcristallina (Pode ser Proibido)

Hydrogenated Polyisobutene

Isododecane
Isododecano

Isodedecene
Isododeceno

Isoeicosane

Isoparaffin
Isoparafina

Mineral Oil
Óleo mineral

Ozokerite Wax

Paraffin
Parafina

Parafinum Liquidum
Parafina Líquida

Petrolatum
Petrolato

Petroleum Jelly

Polyisobutane

Synthetic Wax (Pode ser Proibido)

Vaselin

Vaselina


Lembrando que até o plástico das garrafas costuma ter origem petroquímica.

__________
¹ Bender, M. ; Massey, L. & Chiel, D. (2011). Curly Girl: The Handbook. Workman Publishing Company
² Audrey Davis-Sivasothy. (2011). The Science of Black Hair: A Comprehensive Guide to Textured Hair. SAJA Publishing Company.
³ Mellowship, D. (2009). Toxic beauty. Hachette UK.

quinta-feira, 26 de maio de 2016

Matizadores / Desamareladores: Low Poo - Parte 1

Compartilhe:

Desenho de Mulher de pele negra cabelo liso e platinado sobre fundo preto

Matizadores Liberados para a técnica Low Poo


Manter o o cabelo platinado ou ao menos desamarelado não é tarefa simples.

Ainda mais quando os fatores amareladores são secador, chapinha, sol, corantes...

É aí que entram os melhores amigos de quem tem cabelo descolorido.


Os Matizadores! (melhor ser forem liberado para Low Poo, né?)


Descobrir um matizador bom é complicado.

Descobrir um matizador bom e liberado para as técnicas pode ser quase impossível!

Nem todo mundo tem coragem de matizar com violeta genciana, porque existe a chance de ficar roxo (o popular "chumbar").


Mas produtos profissionais também podem chumbar viu? Por isso leia as instruções e siga-as corretamente.

Separamos alguns produtos para facilitar a vida das loiras, mechadas e platinadas na busca do matizador perfeito.

Confira nesta lista Protetores Térmicos liberados para No Poo e Low Poo - e suas temperaturas máximas de proteção.

Matizadores / Desamareladores: Produtos liberados para Low Poo



Nosso perfil no Instagram está cheio de dicas imperdíveis. Segue a gente! Instagram do Cabeleira em Pé: Clique Aqui!

Composição Matizadores Low Poo


1) Shampoo Platinum Antiporosidade - Bioderm (Low Poo): Disodium Laureth Sulfosuccinate, Cocamidopropyl Betaine, Sodium PCA, Maltooligosyl Glucoside/Hydrogenated Starch Hydrolysate, Disodium Cocoyl Glutamate, Phenoxyethanol, DMDM Hydantoin, Cocamide DEA, Aqua, Lecithin, Hydrolyzed Keratin, Xanthan Gum, Linoleamidopropyl PG-Dimonium, Chloride Phosphate, Propylene Glycol, Tocopheryl Acetate, Carrageenan, Disodium EDTA, Phenoxyethanol, Methylparaben, Ethylparaben, Butylparaben, Propylparaben, Isobutylparaben, Imidazolidinyl Urea, Citric Acid, Disodium EDTA, Hydroxypropyl Guar Hydroxypropyltrimonium Chloride, Linum Usitatissinum (Linseed) Seed Extract, Glycol Distearate, Parfum, Benzyl Alcohol, Butylphenyl Methylpropional, Hexyl Cinnamal, Linalool, Aqua.

2) Reconstrutor Intensivo Platinum - Bioderm (Low Poo): Cetearyl Alcohol, Behentrimonium Chloride, Olus Oil (and) Camelina Sativa Oil Vegetable Oil (and) Camelina Sativa Seed Oil, Stearamidopropyl dimethylamine, Peg-8 Caprylic / Capric Glycerides, Glycerin, Maltooligosyl Glucoside/Hydrogenated Starch Hydrolysate, Di-C12-13 alkyl malate, Phenyl Trimethicone, Octadecyl Di-t-butyl-4-hydroxyhydrocinnamate, Citric Acid, Aqua, Lecithin, Hydrolyzed Keratin, Xanthan Gum, Linoleamidopropyl PG-Dimonium, Chloride Phosphate, Propylene Glycol, Tocopheryl Acetate, Carrageenan, Disodium EDTA, Phenoxyethanol, Methylparaben, Ethylparaben, Butylparaben, Propylparaben, Isobutylparaben, Imidazolidinyl Urea, Methylchloroisotiazolinone / Methylisotiazolinone, DMDM Hydantoin, Parfum, Benzyl Alcohol, Butylphenyl Methylpropional, Hexyl Cinnamal, Linalool, Aqua.

3) Máscara Matizadora Platinum - Bioderm (Low Poo): Cetearyl Alcohol, Behentrimonium Chloride, Olus Oil (and) Camelina Sativa Vegetable Oil (and) Camelina Sativa Seed Oil, Stearamidopropyl dimethylamine, Peg-8 Caprylic / Capric Glycerides, Glycerin, Maltooligosyl Glucoside/Hydrogenated Starch Hydrolysate, Di-C12-13 alkyl malate, Phenyl Trimethicone, Octadecyl Di-t-butyl-4-hydroxyhydrocinnamate, Citric Acid, Aqua, Lecithin, Hydrolyzed Keratin, Xanthan Gum, Linoleamidopropyl PG-Dimonium, Chloride Phosphate, Propylene Glycol, Tocopheryl Acetate, Carrageenan, Disodium EDTA, Phenoxyethanol, Methylparaben, Ethylparaben, Butylparaben, Propylparaben, Isobutylparaben, Imidazolidinyl Urea, Methylchloroisotiazolinone / Methylisotiazolinone, DMDM Hydantoin, Parfum, Benzyl Alcohol, Butylphenyl Methylpropional, Hexyl Cinnamal, Linalool, Aqua.

4) Máscara Hidratante Blond Bioreflex - Bioextratus (Low Poo): Aqua (Water), Cetearyl Alcohol, Cetrimonium Chloride, Dimethicone, Helianthus Annuus (Sunflower) Seed Oil, Cyclomethicone / Dimethiconol, Amino Bispropyl Dimethicone / Trideceth - 12 / TEA - Dodecylbenzenesulfonate, Cetyl Alcohol, Laureth - 4 / Laureth - 23, Ceteareth - 20, Behenamidopropyl Dimethylamine, Behentrimonium Chloride, Ethylhexyl Methoxycinnamate, Diisopropyl Adipate, Parfum (Fragrance), Aspartic Acid / Glutamic Acid / Cysteic Acid / Arginine / Proline / Tryptophan / Glycine / Leucine / Serine / Butylene Glycol, Morinda Citrifolia Fruit Extract, Citric Acid, Disodium Distyrylbiphenyl Disulfonate, Methylchloroisothiazolinone / Methylisothiazolinone, Disodium EDTA, BHT, PEG-180M, CI 60730, CI 16035.

O pH do shampoo de quem descolore os cabelos é muito importante. Descubra porque afirmar que  o pH alcalino dos Shampoos faz bem para o seu cabelo é mentira.

5) Condicionador Blond Bioreflex - Bioextratus (Low Poo): Aqua (Water), Cetearyl Alcohol, Cetrimonium Chloride, Cyclomethicone / Dimethiconol, Amino Bispropyl Dimethicone / Trideceth - 12 / TEA - Dodecylbenzenesulfonate / Cetrimonium Chloride / Polyaminopropyl Biguanide / Alcohol, Helianthus Annuus (Sunflower) Seed Oil, Glycol Distearate, Cetyl Alcohol, Ethylhexyl Palmitate, Behentrimonium Chloride, Glycerin, Parfum (Fragrance), Ceteareth - 20, Aspartic Acid / Glutamic Acid / Cysteic Acid / Arginine / Proline / Tryptophan / Glycine / Leucine / Serine / Butylene Glycol, Morinda Citrifolia Fruit Extract, Disodium Distyrylbiphenyl Disulfonate, Methylchloroisothiazolinone / Methylisothiazolinone, Disodium EDTA, BHT, PEG-180M, Citric Acid, CI 60730, CI 16035.

6) Emulsão Mágica Blond Bioreflex - Bioextratus (Low Poo): Aqua (Water), Cetearyl Alcohol, Cetrimonium Chloride, Cyclomethicone, Dimethicone / Laureth - 4 / Laureth - 23, Dimethiconol, Glycerin, Behenamidopropyl Dimethylamine, Behentrimonium Chloride, Cetyl Alcohol, Aspartic Acid / Glutamic Acid / Cysteic Acid / Arginine / Proline / Tryptophan / Glycine / Leucine / Serine / Butylene Glycol, Hypnea Musciformis Extract / Gelidiella Acerosa Extract / Sargassum Filipendula Extract / Sorbitol, Parfum (Fragrance), Ethylhexyl Palmitate, Morinda Citrifolia Fruit Extract, Citric Acid, Hydroxypropyl Guar Hydroxypropyltrimonium Chloride, Cocamide DEA, Amodimethicone, Marrow Extract, Disodium Distyrylbiphenyl Disulfonate, Methylchloroisothiazolinone / Methylisothiazolinone, Disodium EDTA, BHT, PEG-180M, CI 60730, CI 16035.

7) Bottolix Ametista - Softhair (Low Poo): Aqua , Cyclopentasiloxane, Dimethicone, Sodium Polyacrylate, Trideceth-6, PEG/PPG-18/18 Dimethicone, CI77891, Mica, Triethoxycaprylylsilane, Parfum, Coumarin, D-Limonene, Geraniol, Hexyl Cinnamal, Phenoxyethanol, Methylparaben, Propylparaben, Ethylparaben, Butylparaben, Acid Violet 43, Hydrogenated Olive Oil Unsaponifiables, Hydrogenated Ehtyl Olivate, Dibutyl Adipate.

8) Leave In RMC System +D - Amend (Low Poo): Aqua, Cetyl Alcohol, Cetearyl Alcohol/ Behentrimonium Methosulfate, Propylene Glycol, Trimethylsilylamodimethicone, Amodimethicone/ C11-15 Pareth-7/ Laureth-9/ Glycerin/ Trideceth-12, Phenyl Trimethicone, Cyclopentasiloxane, Glycerin / Hydroxyethyl Cetearamidopropyldimonium Chloride, Behenyl Alcohol, Cetearyl Alcohol/ Isocetyl Alcohol/ Quaternium-70/ Propylene Glycol/ Amodimethicone;C12-14 Sec-Pareth-7, C12-14 Sec-Pareth-5 / Disodium Laurminodipropinante Toslylate/ Phosphates / Dimethylpabamidopropyl Laurdimonium Toslylate/ Bezophenone-3/ Lauroyl Lysine / Glycine/ Acetil Cystein / Arginie HCI, Parfum, Citric Acid, BHT, Methylchloroisothiazolinone/ Methylisothiazolinone,Citral, Geraniol, Hexy Cinnamal, Limonene, Linalool.


Novidades No Poo e Low Poo


Aqui no Cabeleira em Pé temos uma área de lançamentos.

Confira abaixo alguns links de posts de lançamentos.

Quer descobrir novidades liberadas para No e Low Poo, fique de olho:


Se você não quer perder as próximas edições de Matizadores Liberados para Low Poo ou os lançamentos, nos acompanhe em nossas redes sociais, assim você não perde nadinha:

Não deixe de interagir conosco na sua rede social favorita: 

terça-feira, 24 de maio de 2016

Agentes Condicionates: Formadores de Filme

Compartilhe:

Cápsulas amarelas translúcidas sobre fundo branco.

Como funcionam os Formadores de Filme usados nos cabelos?


Os formadores de filme são polímeros que também tem funções condicionantes.

Eles se depositam sobre os fios formando (como o nome sugere) um fino filme em volta de cada haste capilar.

Esse filme corrige imperfeições da cutícula do cabelo, deixando-o mais regular e consequentemente mais macio

Funções condicionantes dos formadores de filme nos fios


Os agentes condicionantes tem várias funções.

Destas, destacam-se como funções condicionantes dos formadores de filme:

Descubra outras funções dos agentes condicionantes.

1) Diminuição da estática dos fios

2) Aumento do brilho dos cabelos

3) Facilitação da manipulação dos cabelos

Alguns exemplos de formadores de filme¹


PVP (Polyvinyl pyrrolidone): Solúvel em água, forma um filme transparente. Pode deixar o cabelo pegajoso em clima úmido demais ou ficar craquelando em clima muito seco

HPC (Hydroxypropylcellulose): Filmes transparentes, flexíveis não-grudentos.

Vinyl Pyrrolidone/Dimethylaminoethyl Methacrylate Copolymer: Ótima sustentação de cachos em ambiente úmido. Doa maciez, brilho, corpo e sedosidade aos fios.

Polyurethane: Fixação elástica e flexível e ótima retenção de cachos em alta umidade.

Outras (des)vantagens


A maioria dos condicionadores que promete engrossar os fios é rico em formadores de filme.

Diferente do que a maioria dos consumidores espera destes produtos (que o fio engrosse de dentro para fora), o engrossamento é consequência do filme formado em volta dos fios.

Estes agentes prometem facilitar também, a manutenção de cabelos grossos.

Quanto mais formadores de filme forem depositados no cabelo, mais "peso" ele vai ter.

Isso pode ser péssimo para quem tem cabelo fino e/ou em pouca quantidade pois "achata" e tira o volume dos fios.

Mas esse peso pode ser perfeito para quem quer dar aquele aspecto mais "aberto" aos  cachos ou quer dar um aspecto mais "liso" aos fios mais rebeldes.

Entenda aqui Qual a diferença entre Absorção e Adsorção.

Sem enxágue


Diferente de outros agentes condicionantes, os formadores de filme funcionam melhor sem enxágue.

Por serem desenvolvidos para cobrirem os fios não faz muito sentido enxaguá-los.

Funcionam melhor nos cabelos úmidos.

Por isso, se você se interessou por esta classe de agentes condicionantes, saiba que o lugar para procurá-los é no creme para pentear ou no leave-in.

Veja nesta sessão
 Resenhas de leave-in e creme para pentear liberados para No Poo ou Low Poo.


__________
Baseado em: Draelos, Z. D. (2004). Hair Care: An Illustrated Dermatologic Handbook. CRC Press.
¹ Kulkarni, . S. & Shaw, C. (2015). Essential Chemistry for Formulators of Semisolid and Liquid Dosages. Academic Press

sábado, 21 de maio de 2016

Shampoo: Mitos sobre pH

Compartilhe:
Visão superior de rapaz oriental deitado na banheira de olhos fechados e cabelos mergulhados na água com espuma de shampoo

Ao contrário do que a personagem Galadriel afirma na primeira parte cinematográfica da trilogia 'O Senhor dos Aneis' - A História se tornou lenda. A lenda se tornou mito - quando se trata do nicho de beleza na blogosfera o caminho parece ser o contrário.

Os mitos se tornam lendas para depois serem repetidos por aí como fatos científicos.

Já falamos de alguns mitos em relação ao Low Poo e No Poo em especial sobre o uso do petrolatum e de outros derivados de petróleo nos cabelos em resposta a um artigo do Cosmética em foco feita em 3 partes.

"Uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade" dizia Joseph Goebbels, o homem por trás da propaganda nazista.

Sem ofensas e longe de comparar qualquer blogueira a este monstro, só estamos usando a frase porque é pertinente ao assunto.

Ouvimos durante bastante tempo (e sabemos que você ouviu também) a seguinte afirmação:

O pH do shampoo é mais alcalino porque as escamas precisam ser abertas para uma melhor limpeza dos fios.

Será?

Esse texto faz parte de uma série de materiais sobre pH no Cabeleira em Pé, leia mais nos links abaixo:


Shampoo pode ter pH ácido?


Nosso perfil no Instagram está cheio de dicas imperdíveis. Segue a gente! Instagram do Cabeleira em Pé: Clique Aqui!


Não foram encontradas, durante nossas pesquisas, fontes científicas que corroborassem a ideia de que o shampoo com pH mais "alto" seja necessário para limpar os fios.

PH alcalino não é sinônimo de limpeza (mas vamos deixar esse papo para quando falarmos de higienização dos fios com bicarbonato de sódio).

Já se sabe que o pH de produtos capilares tem papel importante na aparência dos fios.¹,²

Olha que legal! Aqui tem uma Lista com 7 Shampoos sem Sulfato com pH "baixo" (menor que 5,5).

Com esta crescente preocupação, as empresas passam - nos últimos anos - a focar suas pesquisas em shampoos com pH mais ácido, minimizando os danos aos cabelos.¹

Acidez leve previne o inchaço dos fios¹, ² (sim, isso existe!) e fecha as escamas da cutícula - induzindo o brilho. ¹

Para que o shampoo seja gentil com seu couro cabeludo (afinal de contas é onde ele deve ser aplicado) o pH ideal é de 5,5¹, ², ³ e não mais que 5,9¹.

Em pHs entre 4 e 6 a distribuição de carga eletrostática do fio se mantém sem alterações (o que é bom). Nesse mesmo intervalo o cabelo mantém sua maior resistência mecânica a úmido. ²

7 dicas para escolher um condicionador para cowash.

Por que o meu Shampoo tem pH "maior" que 5,9?


Não existe valor padrão para pH de shampoos. ³

Também não há indícios de relação entre alergias e o pH de produtos capilares. 4

Muitos shampoos tem pH próximo de 7 para evitar ardência, caso o produto entre em contato com os olhos.4

Outro motivo pelo qual as marcas de cosméticos mantêm o pH de seus shampoos tão alto (de 7,2-9) é o fato de que isso inibe a contaminação do produto por fungos.5

O pH alcalino é uma das formas de preservar o produto por mais tempo.

O que é e como Funciona a proteção dos tratamentos Pré-shampoo.

Quer cabelos mais brilhantes? Fuja do alcalino


Se seus cabelos são opacos e sem brilho, uma das formas de tentar contornar essa situação é justamente rever o pH dos produtos que você usa.

Por isso evite o uso de pHs muito alcalinos e priorize produtos com pH ácido (preferencialmente aqueles próximos de 3,5).

As escamas dos seus cabelos vão ficar mais fechadinhas, ajudando a realinhar a cutícula capilar,  refletindo melhor a luz e diminuindo o frizz.

Ajude quem ainda está usando shampoo com pH inadequado. Compartilhe essa publicação usando os botões sociais (localizados no rodapé ou à esquerda da sua tela) do Facebook, Twitter, Whatsapp, Pinterest, Google Plus ou use o último botão e mande essa matéria por e-mail.

Qual a diferença entre 'Shampoo sem Sulfato' e 'Shampoo sem Sal'?


Quer receber as atualizações do Cabeleira em Pé por e-mail? Preencha o campo abaixo, clique em "Quero me inscrever!" e siga as instruções da página que será aberta. Não esqueça de confirmar a inscrição clicando no link enviado para o seu endereço eletrônico (verifique também a sua caixa de spam).



__________ 
¹ Kumar, A. & Mali, R. R. (2010). Evaluation of prepared shampoo formulations to compare formulated shampoo with marketed shampoos. International Journal of Pharmaceutical Sciences Review and Research v03 e01.
² Mainkar, A. R. & Jolly, C.I. (2001). Formulation of natural shampoos. International Journal of Cosmetic Science v23 e01.
³ Dias, M. F. R. G. & cols. (2014).The Shampoo pH can Affect the Hair: Myth or Reality? Int J Trichology. 2014 Jul-Sep; 6(3): 95–99. doi: 10.4103/0974-7753.139078
4 Noudeh, G. D. & cols. (2011). Formulation of herbal conditioner shampoo by using extract of fenugreek seeds and evaluation of its physicochemical parameters. African Journal of Pharmacy and Pharmacology v05 e22.
5 A. A. Abdelaziz & cols. (1989) Microbial contamination of cosmetics and personal care items in Egypt - shaving creams and shampoos. Journal of Clinical Pharmacy and Therapeutics v14 e01.

quinta-feira, 19 de maio de 2016

Óleos vegetais: Cabelos e Pele

Compartilhe:
Cadinho de louça branco cheio de folhas verdes. À frente dele duas garrafas de óleos uma delas com e outra sem a rolha. ao funndo vê-se um pedaço de estopa.


Óleos vegetais são associações entre gliceróis e ácidos graxos provenientes de frutas, polpas, castanhas, sementes, nozes, cascas entre outras fontes da flora.²

É dependendo da matéria prima que variam as funções cosméticas de cada óleo.

Papéis Funcionais dos Óleos Vegetais em Cosméticos


Estes óleos podem desempenhar atividades como o transporte de vitaminas importantes para o tecido cutâneo.

O fornecimento de ácidos graxos essenciais também é uma funcionalidade dos óleos de origem vegetal tanto no caso da pele, quanto dos cabelos.

Esses ácidos graxos têm nomes estranhos como Ácido Palmítico e Palmitoléico e outros mais conhecidos como o Colesterol e as Ceramidas

Eles são encontrados naturalmente em nossa pele. Quando em baixa, os teores lipídicos podem ser repostos por aqueles encontrados em óleos vegetais.

A formação de barreiras que evitam a perda de água é outro aspecto essencial quando se discutem os usos de óleos vegetais.

Falamos aqui de
Agentes Hidratantes, Umectantes e Oclusivos. Entenda melhor.

Os óleos podem ainda possuir funções emolientes.

 Entenda o que são ativos emolientes.

A eficácia dos emolientes aumenta se aplicados imediatamente após o banho ou em pele ainda úmida.5

Óleos Vegetais e seu uso nos cabelos


Os óleos não são indicados apenas para a pele (incluímos no termo pele o couro cabeludo).

É comum o uso de óleos vegetais em composições da etapa de "Nutrição" do cronograma capilar.

Apesar de não "nutrirem" os fios, eles são essenciais pois auxiliam a reposição de gorduras presentes no preenchimento dos cabelos, chamado de Complexo de Membrana Celular (conhecido também pelo menos glamouroso termo cimento intercelular).

A técnica LOC, que usa óleo em uma das etapas ajuda a fazer o Gel ou o Creme para pentear parar de esfarelar.

Esta "colinha" é composta de diversos lipídios (como o esqualeno, triglicerídeos, ácidos graxos, colesterol, ceramidas...). 4

Óleos vegetais são fontes de reposição (temporária) para fios com deficiência destes lipídeos.

Descubra nos três links abaixo como identificar os óleos que penetram nos cabelos e como fazer um melhor uso dos óleos vegetais:


Finalidades Sensoriais dos Óleos Vegetais em Cosméticos


Além dos benefícios funcionais temos encargos sensoriais que os óleos vegetais trazem aos cosméticos.

Pode-se criar uma série de texturas a partir de diferentes óleos e seus processamentos: Ceras, emulsões e manteigas, por exemplo, são feitas com a contribuição de óleos que podem ser de origem vegetal.

Os óleos auxiliam também na espalhabilidade dos produtos.

Sem falar dos aromas. Óleos podem ser muito cheirosos podendo até dispensar aromatizantes artificiais em fórmulas naturais.

Entendi os benefícios dos Óleos Vegetais nos cosméticos, e agora?


Agora se joga para pesquisar os óleos mais indicados para cada tipo de pele e cabelos.

Atualizamos com frequência nossa
 Lista de Óleos Vegetais com suas indicações para cabelo e pele.

Mas fique de olho!

Tente procurar por fontes confiáveis, a blogosfera está cheia de mitos. Falaremos mais disso no futuro.

__________
¹ Callegari, F. C. & Al. (2014). Perspectivas da utilização dos óleos da Macaúba (Acrocomia Aculeata) no desenvolvimento de Cosméticos. XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química.
² Fasina, O.O.; & cols. (2006). Predicting Temperature-Dependence Viscosity of Vegetable Oils from Fatty Acid Composition. J. Am. Oil Chem. Soc., v. 83.
³ Lautenschläger, H. (2009). Vegetable oils. Kosmetik International, v. 1 p. 16-18. 

4 Masukawa, Y. ; Narita, H. & Imokawa, G. (2005). Characterization of the lipid composition at the proximal root regions of human hair. Journal of Cosmetic Science ed. 56 v. 1. pp. 1-16 
5 Rivitti-Machado, M. C. M. & cols. (2011). Children and newborn skin care and prevention. Anais brasileiros de dermatologia rev01vol86.

terça-feira, 17 de maio de 2016

No Poo sem Parabenos: Cowash e Condicionadores - Parte 1

Compartilhe:
Smiley de olhos fechados gritando com a boca bem aberta em círculo e um só dente e dentro de sua boca lê-se No Poo Sem Parabenos

Chamamos comumente de "parabenos" uma classe de substâncias usadas em cosméticos que tem como finalidade aumentar o tempo de prateleira dos produtos.

Os parabenos são conservantes regulados pela Anvisa. 

Sua concentração máxima deverá ser de 0,4% (quando usar-se apenas um parabeno) e 0,8% (no caso de dois ou mais).¹

Estas substâncias são usadas em diversos produtos (medicamentos, alimentos e cosméticos).

Sua polêmica se dá em virtude de haver estudos contraditórios a respeito de seu efeitos colaterais.

O Site da Caras afirmou recentemente que Shampoo sem parabenos e sulfato fazem mal aos cabelos. Clique e descubra se isso é verdade.

O que sabemos é que um dos efeitos adversos mais comuns que os praticantes de No Poo e Low Poo percebem é a alergia à esta classe de conservantes.

Pensando nisso organizamos uma pequena série de postagens que oferecerão alternativas sem parabenos para ambas as técnicas.

Como sempre, tentaremos colocar aqui a composição de cada produto.


Cowash vs. Condicionador


Todos os condicionadores liberados para Cowash podem ser usado por quem faz No Poo, mas nem todo condicionador liberado para No Poo pode ser usado para fazer Cowash. Entendeu?

Algumas pessoas podem não entender o motivo de separarmos os condicionadores liberados para No Poo dos condicionadores para Cowash. Vamos explicar brevemente:

Para ser liberados para Cowash, além de ser liberado para No Poo, o condicionador não pode ter nenhum silicone em sua composição. E todos os condicionadores listados sob o subtítulo Cowash preenchem esse requisito.

Já para servir como condicionador No Poo, convenciona-se que os mesmos não podem ter silicones insolúveis em água, nem derivados de petróleo proibidos para as técnicas No Poo e Low Poo.

Nem todos os derivados de petróleo são proibidos para Low e No Poo. Fique atento!

Depois deste esclarecimento, vamos à lista de produtos.

No Poo



Cowash sem Parabenos


Precisado uma limpeza extra? Descubra o que são os pré-shampoos esfoliante, detox, quelante e antirresíduos.

1) Cowash Yamasterol - Yamá (embalagem retrô): Aqua, Cetyl Alcohol, Stearyl Alcohol, Centrimonium Cloride, ​Isopropyl Myristate, Parfum, DMDM Hydantoin, Cocamidopropyl Betaine, Hydrolyzed Keratin, Gossypium Herbaceum (Cotton) Seed Oil, Butyrospermum Parkii (Shea) Butter, Macademia Ternifolia Seed Oil, Cocos Nucifera (Coconut) Fruit Extract, Chamomilla Recutita (Matriarca) Flower Extract, Aloe Barbadensis Leaf Extract, Camellia Sinensis Leaf Extract, Cinnamoum Zeylanicum Bark Extract, Acorus Calamus Root Extract, Commiphora Myrrha Resin Extract, Olea Europaea (Olive) Fruit Oil, Argania Spinosa Kernel Oil, Lethicin, Polyglyceryl-3 Diisostearate, Glycerin, Glyceryl Stearate, Methycloroisothiasolinone/ Methylisothiasolinone, Panthenol.

2) Cowash Botica Cachos - Bioextratus: Aqua (Water), Cetrimonium Chloride, Stearamidopropyl Dimethylamine, Hydroxyethylcellulose, Polysorbate 20, Parfum (Fragrance),  Benzyl Salicylate, Limonene, Linalool, Citric Acid,  Hydrolyzed Rice Protein/ Hydrolyzed Soy Protein/ Hydrolyzed Wheat Protein/ Hydrolyzed Corn Protein/ Polyquaternium-7/ Polyquaternium-10/ Polyquaternium-22, Acrylamidopropyltrimonium Chloride / Acrylamide Copolymer, Methylchloroisothiazolinone / Methylisothiazolinone, Disodium EDTA, Adansonia Digitata (Baobab) Oil.

3) Cowash/No Poo Curly Wurly - Lola:  Aqua, Behenamidopropyl Dimethylamine, Glycerin, Isoamyl Laurate, Laureth-4, Decyl Isostearate (and) Isostearyl Isostearate, Carapa Guaianensis Seed Oil, Coconul Oil, Vinegar Balsamic, Behentrimonium Chloride, Cetrimonium Chloride, Olivamidopropyl Betaine, Urtica Dioica (Nettle) Extract, Arnica Wild Flower Extract, Sage (SAlvia Officinalis) Extract, Eugenia Uniflora Fruit Extract, Peg14 M, Panthenol, Hydrolyzed Quinoa, Mentha Piperita (Peppermint) Oil, Citric Acid, Phenoxyethanol and Caprylyl Glycol, Betaine (and) Sodium PCA (and) Sorbitol (and) Serine (and) Glycine (and) Glutamic Acid (and) Alanine (and) Lysine (and) Arginine (and) Threonine (and) Proline, Fragrance/Parfum, Linalool, Hexyl Cinnamal, Butylphenyl Methylpropional, Benzyl Salicylate, Coumarin, Citronellol, Citral, Benzyl Benzoate, Amyl Cinnamal, Isoeugenol, Geraniol, Alpha Isomethyl Ionone, Hydroxysohexyl-3-Cyclohexene Carboxaldehyde, Benzyl Alcohol, Limonene.

4) Condicionador Maracujá e Copaíba - Surya: Aqua, Cetearyl Alcohol, Cetrimonium Chloride, Behentrimonium Methosulfate, Orbignya Oleifera Seed Oil, Tocopherol, Glycerin, Copaifera Officinalis Resin, PPG-2 Hydroxyethyl Cocamide, Parfum, D-Limonene, Linalool, Citral, Butylphenyl Methylpropional, Disodium EDTA, Methylchloroisothiazolinone, Methylisothiazolinone, Passiflora Alata Fruit Extract, BHT, Rosmarinus Officinalis Stem Oil, Citric Acid, CI 19140.

5) Condicionador Amla, Guaraná e Melão - Surya: Aqua, Cetearyl Alcohol, Cetrimonium Chloride, Orbignya Oleifera Seed Oil, Tocopherol,  Behentrimonium Methosulfate, Glycerin, Theobroma Grandiflorum Seed Butter, Parfum, Hexyl Cinnamal, Benzyl Salicylate, Linalool, D-Limonene, Alpha-Isomethyl Ionone, Cucumis Melo Fruit Extract, Emblica Officinalis Fruit Extract, Paullinia Cupana Seed Extract, Lawsonia Inermis Leaf Extract,  Genipa Americana Fruit Extract, Hydrolyzed Sweet Almond Protein, Methylchloroisothiazolinone, Methylisothiazolinone, Disodium EDTA, BHT, Citrus Aurantium Dulcis Peel Oil Expressed, Citric Acid, CI 19140, CI 42090.

6) Condicionador Morango e Buriti - Surya: Aqua, Cetearyl Alcohol, Cetrimonium Chloride, Orbignya Oleifera Seed Oil, Tocopherol, Behentrimonium Methosulfate, Glycerin, Parfum, Linalool, Disodium EDTA, Fragaria Vesca Fruit Extract, Methylchloroisothiazolinone, Methylisothiazolinone, Mauritia Flexuosa Fruit Oil, BHT, Mentha Piperita Oil, Citric Acid, CI 16035.

Segue a gente! Instagram do Cabeleira em Pé: Clique Aqui!


Condicionadores No Poo sem Parabenos


1) Condicionador Creoula - Lola (fórmula sem Dimethicone): Aqua, Cetyl Alcohol, Cetearyl Alcohol, Coconut Oil, Coconut Oil, Coconut Water, Isoamyl Laurate, Hydroxyethyl Urea, Panthenol, Ceramide 3, Phospholipids, Tocopheryl Acetate, Aloe Barbadensis (Aloe Vera) Leaf Juice, Caffeine, Creatine, Glycerin, Hydrolyzed Wheat Protein, Hydrolyzed Wheat Starch, Hydrolyzed Wheat Protein PG-Propyl Silanetriol,  Bisabolol, Sodium Hyaluronate, Behentrimonium Chloride, Stearalkonium Chloride, Linoleic Acid, Caprylic/Capric Triglyceride, Polyquaternium-51,  Sodium PCA, Dipotassium Glycyrrhizate, Biosaccharide Gum - 1, Hydroxyethylcellulose, Disodium EDTA, Phenoxyethanol and Butylphenyl Methylpropional, Benzyl Salicylate, Coumarin, Citronellol, Citral, Benzyl Benzoate, Amyl Cinnamal, Isoueugenol, Limonene.


2) Condicionador Garotas do Mar - Lola: Aqua, Cetearyl Alcohol, Glycerin, Sucrose Polybehenate, Butylene Glycol, Isopropyl Myristate, Cetyl Alcohol, Theobroma Grandiflorum Seed Butter, Orbignya Oleifers Seed Oil, Helianthus Annuus (Sunflower) Seed Oil, DicocodimoniumChloride (and) Isopropyl Alcohol, Behentrimonium Chloride, Helianthus Annuus (Sunflower) Seed Extract, Camelia Sinensis Leaf Extract, Vitis Vinifera Seed Extract, Cinnamidopropyl Trimonium Chloride, Linum Usitatissimum Seed Extract, Hidrolyzed Soy Protein, Hidrolyzed Rice Protein, Phytosteryl/Octyldodecyl Lauroyl Glutamate, Solanum Lycopersicum Fruit Oil Extract, Magnesium Ascorbyl Phosphate, Polyquatermium-4, Citric Acid, Dehydroacetic Acid (and) Benzoic Acid (and) Benzyl Alcohol, Disodium EDTA, Fragance Parfum, Benzil Benzoate, Hexyl Cinnamal, Hydroxyisohexyl 3-Cyclohexene Carboxaldehyde, Eugenol.

3) Condicionador Be Happy - Lola: Aqua(Water),  Cetearyl Alcohol And Behentrimonium Methosulfate, Cetyl Palmitate, Cetearyl Alcohol, Peg 12 Dimethicone, Cetrimonium Chloride,  Persea Gratissima (Avocado) Oil, Europaea (Olive) Fruit Oil, Brassica Oleracea Itálica,  Sodium  Pca  (And)  Serine (And) Glycine (And) Glutamic Acid (And) Alanine (And) Lysine (And) Arginine (And) Threonine (And) Proline (And) Betaine (And) Sorbitol,  Polyquaternium 10,  Malic Acid, Propylene Glycol,  Bismuth Oxychloride,  Propylene Glycol, BHT,  Citric Acid, Disodium EDTA, Methylchloroisothiazolinone/ Methylisothiazolinone, Benzyl Benzoate, Hexyl Cinnamal, Hydroxyisohexyl 3-Cyclohexene Carboxaldehyde, Eugenol, Linalool.

4) Condicionador Divine Curls - Inoar: Aqua, Dissodium EDTA, Cetearyl Alcohol, Behentrimonium Chloride, Caryocar Brasiliense Fruit Oil, Argania Spinosa Kernel Oil, Macadamia, Ternifolia Nut Oil, Acetamide MEA, D- Panthenol, Tocopheryl Acetate, Parfum, Citric Acid, Sodium Benzoate, Linum Usitatissimum Seed Extract, Limonene, Linalool, Benzyl Salicylate, Hexyl Cinnamal, Geraniol.

5) Condicionador Anticaspa - Phytoervas: Aqua, cetyl alcohol, stearamidopropyl dimethylamine, behentrimonium chloride, cetrimonium chloride, glycerin, cetearyl alcohol, behentrimonium methosulfate, achillea millefolium extract, zizyphus joazeiro bark extract, citrus limon fruit extract, salvia officinalis leaf extract, mentha arvensis leaf extract, rosmarinus officinalis leaf extract, quillaja saponaria bark extract, butylene glycol, allium sativum bulb extract, silanediol salicylate, triethanolamina, polysilicone-3, ceteareth-20 disodium EDTA, citric acid, methylchloroisothiazolinone, methylisothiazolinone, triticum aestivum germ extract, linum usitatissimum seed extract, chenopodium quinoa seed extract, piroctone olamine, octadecyl DI-T-Butyl-4-Hydroxyhydrocinnamate, parfum.

6) Condicionador Oro Argan Monoi - Bioderm (nova fórmula -  Sem Alkane): Argania Spinosa Kernel Oil, Macadamia Integrifolia Seed Oil, Cocos Nucifera Oil, Gardenia Tahitensis Flower, Tocopherol, Panthenol, Cetearyl Alcohol, Behentrimonium Chloride, Stearamidopropyl Dimethylamine, Citric Acid, Octadecyl Di-t-butyl-4-hydroxyhydrocinnamate, Ethyl Macadamiate, Peg-8 Caprylic / Capric Glycerides, DMDM Hydantoin, Ethylhexylglycerin, Parfum, Linalool, Aqua.



Smiley de olhos fechados gritando com a boca bem aberta em círculo e um só dente


Mas esse tem... que causa...


Esse post foi apenas para oferecer alternativas a quem tem alergia aos parabenos.

Não estamos afirmando que estas alternativas são melhores/mais saudáveis.

Tratam-se apenas de produtos liberados para No Poo e que possuem conservantes diferentes dos parabenos.

Seus cabelos estão caindo? Confira este texto sobre o assunto e uma lista com produtos liberados para combater a queda.

Não estou usando nada com parabenos e minha cabeça continua coçando


Não brinque com a sua saúde...

Se você desconfia que está com alergia a algum produto, suspende seu uso e continua com reações adversas: É melhor procurar um profissional!

Não esqueça, sua saúde em primeiro lugar.


Gostou deste texto? Curta nossa página no Facebook e não perca nenhuma atualização do Cabeleira em Pé:



__________
¹ Coelho, C. S. (2013). Parabenos : convergências e divergências científicas e regulatórias. Dissertação para título de Mestre em Toxicologia Aplicada à Vigilância Sanitária. Universidade Estadual de Londrina, Centro de Ciências da Saúde.

segunda-feira, 16 de maio de 2016

Agentes Condicionates: Silicones

Compartilhe:
Frame cheio de cristais em tons de lilás, alusivo à transparência e translucidez dos silicones

Um dos principais agentes condicionantes utilizados na indústria cosmética é o silicone.

Ele é usado amplamente por ser hipoalergênico, não-comedogênico e não-acneico.

Não conhece todas as funções dos agentes condicionantes
Clique aqui e descubra.

Funções condicionantes dos silicones nos fios


Das funções dos agentes condicionantes ele apresenta quatro principais:

1) Diminui a estática dos fios

2) Diminui a fricção ao pentear evitando a quebra excessiva

3) Ajuda a desembaraçar os fios

4) Aumenta o brilho dos cabelos


Outras vantagens


Diferente de outros agentes condicionantes, os silicones não costumam deixar os cabelos "escorridos".

Isso se dá pela característica do filme criado em volta dos fios, que é não-oleoso.

Silicones podem ajudar na Hidratação por Oclusão
O que são agentes Hidratantes, Umectantes e Oclusivos?

Mais do que nunca, a preocupação com a origem dos ingredientes cosméticos vem sendo questionada. Os silicones não tem origem animal, ou seja podem ser usados por quem é vegano ou evita o uso de derivados animais em cosméticos.

Solúveis e Insolúveis


A proposta deste material é falar apenas sobre os efeitos de cada tipo de agente condicionante.

Entretanto, para não causar nenhum equívoco, vale ressaltar o seguinte:

Todos os silicones podem ser usados por quem faz Low Poo pois os shampoos suaves são projetados para limpar os resíduos de qualquer silicone.


Já no caso de quem faz No Poo, é necessário certo cuidado.

Os silicones permitidos para No Poo são chamados solúveis em água. Por contra-identificação os proibidos chamam-se insolúveis em água.

Por isso tome cuidado, ao escolher seus produtos verifique aqueles que podem ser usados de acordo com o método de higienização escolhido para seus fios.



__________
Baseado em: Draelos, Z. D. (2004). Hair Care: An Illustrated Dermatologic Handbook. CRC Press.