terça-feira, 6 de setembro de 2016

9 Motivos pelos quais seus produtos não fazem efeito no seu cabelo

Compartilhe:
Menina admirada com os motivos pelos quais os produtos não fazem efeito no seu cabelo

O cabelo vicia / se acostuma com os cosméticos que usamos?


Todo mundo já ouviu alguém usando a expressão vício e cabelos na mesma frase, correto?

Há vários motivos pelos quais um produto deixa de fazer efeito nos cabelos.

Vamos fazer uma seleção desses motivos e talvez você possa descobrir porque aquela máscara babadeira deixou de fazer efeito no seu cabelo.

Você está usando o produto de forma incorreta


Você já leu as instruções do produto que não está funcionando?

Talvez esteja descrita ali a informação de algum procedimento que você não está seguindo corretamente.

Existem produtos - por exemplo - que necessitam de enxágue com água morna, outros precisam de finalização com fonte de calor (chapinha ou secador) entre tantos cuidados específicos que cada marca descreverá no Modo de usar estampado em seu rótulo.

Siga as instruções e verifique se o problema persiste.

O tempo de pausa está incorreto




A orientação da empresa é de ficar com o produto por 3 minutos e você resolve "turbinar" para 30 minutos, sabichona!

O problema é que nem sempre isso dá certo.

Um exemplo são máscaras com concentração muito alta de glicerina.

Falamos da glicerina no post sobre Agentes Hidratantes.

Ao usá-la no box úmido durante o tempo recomendado no rótulo (3 minutos, por exemplo) você verá que os fios ficam mais hidratados.

Diferente disso, se você ficar perambulando duas horas com a mesma máscara, sem touca, com a umidade do ar desfavorável, você pode acabar com os fios mais secos do que antes do tratamento.

Outro caso é o das proteínas (como o queratina).

O que é Reconstrução Capilar? Saiba aqui como identificar proteínas nas fórmulas cosméticas.

O tempo está intimamente ligado com a quantidade de ligações entre as proteínas e os fios.¹

Se a embalagem diz para deixar pausado por 3 à 10 minutos (por exemplo), use o bom senso.

Veja o quão danificado o seu cabelo está e não comece com o tempo máximo. Pergunte ao espelho "de zero a dez, quão danificado está o meu cabelo?".

Lembre-se que o intervalo descrito na embalagem contempla os fios de acordo com o quão extenso é o dano à sua estrutura.

Pausas muito longas com produtos à base de proteínas saturam os fios destes compostos deixando-os duros e quebradiços (pela perda de elasticidade).

Dê atenção especial ao tempo de pausa.

Não pode pôr a mão no Pote



Se você acompanha algum grupo de cabelo no Facebook já deve ter ouvido falar disso.

Nossas mãos (em especial as unhas) são habitadas por diversas formas microscópicas de vida.

Ao pegar o creme do pote com as mãos você está enchendo ele de microrganismos que aos poucos vão tornando seu produto menos potente.

Use uma espátula, colher descartável, pázinha de sorvete e evite manipular os produtos com apetrechos de metal (para evitar a oxidação).

O produto está muito diluído



Como assim?

Se você guarda seus potes de creme no box, mesmo sem você perceber, você acaba deixando um pouco de água cair dentro do frasco toda vez que vai usá-lo.

Isso pode não fazer diferença nos primeiros usos, mas ao longo do tempo a quantidade de água ali dentro vai aumentando então: atenção!

A solução para esse caso é simples: encontre um espaço mais "sequinho" para seus produtos e leve para o box apenas o que vai usar de fato durante o banho.

Está aberto há muito tempo - O que é Símbolo PAO?


Talvez você nunca notou, mas existe um símbolo em muitos cosméticos que determina em quanto tempo ele deve ser utilizado após aberto.

Seu formato é um pote com a tampa aberta e o número seguido de "M" é o número de meses que ele mantém suas propriedades inalteradas após a primeira abertura.

O Símbolo PAO (Período após aberto) não é obrigatório no Brasil
Nesses 3 casos, vemos que o produto dura até 12 meses (12M) após a abertura

O símbolo PAO (Period After Opening - Período após aberto) determina em quantos meses o produto deve ser consumido depois de aberto pela primeira vez.²
Atenção: O tempo de uso (PAO) pode ser diferente da data de validade. Nesse caso vale o que acontecer antes.
A data de validade é o tempo em que o produto mantém suas características enquanto está fechado.

O PAO se refere a quanto tempo o produto não faz mal depois de aberto.

Infelizmente, no Brasil o uso da etiqueta PAO não é obrigatório. Mas muitos cosméticos que usamos têm o símbolo pois são importados ou sua embalagem é a mesma para consumo interno e exportação.

Mesmo não sendo obrigatório aqui, acreditamos que o PAO deva ser seguido, em especial em embalagens que precisam ser abertas para manipulação.

Por isso não abra muitos produtos ao mesmo tempo, lembre que depois de aberto ele provavelmente terá vida útil diminuída.

Compre de fontes confiáveis


Infelizmente, ouvimos relatos de pessoas que compram produtos e se dão conta de que eles foram manipulados ou adulterados.

De nada adianta seguirmos uma série de recomendações se quem nos vendeu o produto não as seguiu antes da venda.

Verifique (caso seja possível) se os produtos novos estão lacrados e quais as condições de armazenamento dos mesmos.

Seu Box Pega Sol



Quem nunca guardou nenhum produto no parapeito da janela do box que atire a primeira pedra.

Muitos compostos dos cosméticos são sensíveis à luz. Os raios UV desencadeiam a formação de radicais livres oxidando o produto.³

O calor acelera reações químicas entre  ingredientes alterando a viscosidade, aspecto, cor e odor do produto.³

Portanto leve a sério a recomendação do rótulo: Mantenha em local fresco, seco e abrigado da luz solar.

Seu Cabelo pode estar Saturado


Se você faz Cronograma Capilar (CC), pode estar abusando de alguma das etapas (Hidratação, Nutrição ou Reconstrução).

Nesse caso seu cabelo está ficando saturado ou de água, ou de ácidos graxos ou de proteínas.

Quando isso acontece sobra pouco espaço para outros componentes se ligarem às estruturas dos seus fios.

Por exemplo, você está hidratando demais e sua máscara de nutrição também tem muitos agentes hidratantes. Seus cabelos podem estar precisando de mais lubrificação (óleo).

A solução é verificar a composição de seus produtos de CC e (re)estudar a frequência de etapas do seu cronograma.


O cabelo pode estar precisando de uma limpeza mais eficiente




Usei petrolatos sem querer


Se você faz alguma restrição ao uso de Shampoo como Low Poo ou No Poo, talvez você esteja usando algum produto com ingredientes proibidos sem perceber.

Confira no final deste post uma Lista de derivados de petróleo Proibidos para Shampoo Leve (Low Poo) e Sem Shampoo (No Poo).


Se você descobrir que esteve usando um produto proibido, não perca a cabeça. Lave o cabelo com shampoo proibido (aquele com Sodium Laureth Sulfate), e volte à técnica de sua escolha - excluindo o produto proibido.

Build Up ou Acúmulo de Resíduos no Cabelo


Se nenhuma das dicas acima der certo, talvez você esteja com os cabelos bloqueados por resíduos de produtos ou acúmulo de sais caso sua região tenha água dura.

Falamos mais do termo em inglês Build up neste texto em português.

Para resolver isso Você pode usar um Shampoo Antirresíduos (dê preferência àqueles sem sulfatos agressivos) se o seu problema for acúmulo de produtos (leia mais o no Texto sobre Build up do link acima).

Se o seu caso for a dureza da água na sua região (o que é mais incomum no Brasil), o ideal é procurar por produtos quelantes (ricos em Disodium EDTA e Tetrasodium EDTA, por exemplo)

... E se nada disso der certo?




Talvez você deva deixar de se preocupar em fazer este produto específico funcionar no seu cabelo.

A fórmula pode ter mudado e você não notou.

Talvez seu cabelo tenha mudado e precise agora de outro tipo de cuidado.

O mercado hoje é rico em opções para quase todos os bolsos e os mais diversos tipos de cabelo.

Não se apega naquilo que fez (no passado) mas já não faz (no presente)...

Foca no que - ou quem - está te oferecendo a oportunidade de te provar que pode te fazer tão bem ou melhor que aquilo que você já conhece!

Gostou das dicas? Siga nossas redes Sociais.
Não perca nenhum texto do Cabeleira em Pé:


___________
¹ Draelos, Z. D. (2004). Hair Care: An Illustrated Dermatologic Handbook. CRC Press.

²  Serviço nacional de saúde de Portugal. (2008).  Decreto-Lei  n.º  189/2008, de 24 de Setembro.
³  ANVISA (2004). Guia de estabilidade de produtos Cosméticos. Série Qulidade vol. 1.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...