sábado, 3 de abril de 2021

O que é Parabeno | É Proibido para Low Poo e No Poo?

Compartilhe:
O que é parabeno - Parabenos Mitos e Realidade

Parabenos Mitos e Realidade: O que é parabeno e por que dizem que é proibido?




Se você está começando a se interessar por cuidados capilares, deve ter encontrado uma série de conteúdos sobre "liberados" e "proibidos" e pode estar se perguntando "O que é parabeno?".

Esses termos, bastante usados no dia-a-dia de quem faz Low Poo ou No Poo, podem causar um pouco de confusão.

O Cabeleira em Pé é o maior blog especializado em Low Poo e No Poo do Brasil, e hoje vamos falar sobre um mito bastante comum nessa comunidade.

Quantas vezes você já ouviu uma pessoa dizendo assim: "Esse produto é liberado para Low Poo porque não tem sulfato, nem petrolato, nem parabeno"?

A generalização é um erro bastante comum de pessoas que não entendem das técnicas.

Estas pessoas não estudaram, se aprofundaram pouco e acabam ensinando errado para quem está começando.

Assim como sulfatos nem sempre são proibidos para Low Poo e No Poo (clique aqui para entender), parabenos não são proibidos para Low Poo e No Poo.

Hoje, vamos te explicar: o que é parabeno, para que são usados em cosméticos e onde a confusão começou com os parabenos (mitos e realidade).

Vamos nos aprofundar nesse conhecimento e combater a desinformação?



Parabeno, o que é?


Os parabenos são um grupo de substâncias classificadas como conservantes.²

São usados em cosméticos para proteger o produto da ação nociva de micro-organismos.²

É graças a substâncias conservantes que podemos comprar cosméticos com validades longas (muitas vezes mais de um ano) e podemos deixá-los fora da refrigeração.

Já pensou que estranho ter que pegar seu shampoo e condicionador na cozinha antes de ir para o banho?

Por mais que os parabenos não sejam os únicos conservantes, eles são bastante utilizados em função das extensas pesquisas a respeito de sua eficácia e segurança, são ingredientes acessíveis e tem capacidade de acabar com muitos tipos diferentes de micro-organismos (qualidade chamada de "amplo espectro").²

Os parabenos são biodegradáveis² e, inclusive, encontrados na natureza, em algumas espécies de baunilha e frutas silvestres.



Parabenos: Mitos e Realidade


Agora que falamos de parabeno, o que é e para que serve, podemos discutir outra questão importante.

Você provavelmente já ouviu alguém dizendo que existe um estudo científico que relacionou parabenos com câncer de mama, não é mesmo?

Mas, o que você diria, se a gente te contasse que os autores do estudo esclareceram todos os pontos confusos, ao verem que sua pesquisa estava sendo usada fora de contexto em tom de fake-news para semear o pânico?

Essa parte ninguém te conta! A Dra Philippa D. Darbre e colegas que escreveram o artigo com ela, publicaram o seguinte esclarecimento, um tempo depois da publicação das interpretações equivocadas de seu artigo circularem em grandes jornais e revistas do mundo:

“Nowhere in the manuscript was any claim made that the presence of parabens had caused the breast cancer, indeed the measurement of a compound in a tissue cannot provide evidence of causality.”¹

Em tradução livre, o que o texto diz é: em nenhum ponto do manuscrito foi feita qualquer afirmação de que a presença de parabenos causou câncer de mama, na verdade a presença de uma substância em um tecido não é evidência de causalidade.

A matéria sensacionalista que afirmou que os cientistas disseram que os parabenos causavam câncer viralizou, mas a resposta dos cientistas, infelizmente, não atingiu nem metade das pessoas que leram o material desinformativo.

E foi assim que nasceu o mito de que os parabenos causam câncer.


Mas... e as alergias a Parabenos? Mitos e Realidade


Os ingredientes usados em cosméticos, assim como os alimentos, podem provocar alergias.

Entretanto, o índice de alergia a parabenos é bem menor do que muitas pessoas pensam.

Quantas crianças você conhece que têm alergia a ovos?

Estudos apontam que a alergia aos parabenos é semelhante aos números de crianças alérgicas a ovos, menos de 1%.³

As fragrâncias, por exemplo, costumam ter um potencial alérgeno maior do que os conservantes.



Parabenos: Mitos e Realidade sobre atividade endócrina


Outro discurso comum na vilanização dos parabenos é a atividade estrogênica que a substância poderia produzir.

Os parabenos têm, de fato, atividade estrogênica,⁴ mas é preciso colocar isso em perspectiva.

Todos os dias podemos entrar em contato com substâncias muito mais 'estrogênicas' do que os parabenos, sem nenhuma campanha contra o uso destes produtos.

Por exemplo, o etinilestradiol - usado em contraceptivos - é dois milhões de vezes mais "potente" que o butilparabeno.

Vários alimentos contém naturalmente fitoestrógenos, os da soja - por exemplo - são 200 vezes mais potentes que o propilparabeno.

Se você usa pílula anticoncepcional ou come alimentos derivados de soja - talvez o parabeno não seja um problema tão grande na sua vida.

A "potência" da atividade estrogênica dos parabenos é de dez mil vezes menos a dois milhões e meio de vezes menos potente que o estrogênio in vitro (ou seja, em testes fora do corpo).

Os testes in vivo (dentro de um corpo) mostram que essa "potência" é ainda menor. Ela varia de cem mil vezes menos a totalmente inativo - e aqui, os parabenos foram injetados dentro da pele. Em produtos aplicados na superfície da pele espera-se - logicamente - uma atividade ainda mais baixa.

Você está preocupada em limpar 100% dos silicones e outros agentes condicionantes entre uma lavagem de cabelo e outra? Por quê? Vem saber a verdade que nunca te contaram sobre limpeza do cabelo.

Parabenos são liberados ou proibidos para Low Poo e No Poo?


Essa é uma pergunta bastante comum. Muitas pessoas pensam que parabenos são proibidos para Low Poo e No Poo.

Parabenos são 100% solúveis em água e 100% enxaguáveis. Não são proibidos nem para Low Poo e nem para No Poo.

Há, muitas vezes, uma confusão entre o Curly Girl Method (o método de cuidados da Lorraine Massey),  e as "regrinhas" do No Poo e do Low Poo.

Você sabia que Lorraine Massey não inventou o Low Poo? Entenda.

No C.G.M. o uso de parabenos é proibido, baseado nas interpretações equivocadas do estudo da Dra. Philippa D. Darbre e colegas.

Nas técnicas Low Poo e No Poo, como o foco é na diminuição das agressões que o cabelo sofre diariamente, os parabenos não oferecem nenhum risco.

Os parabenos não são proibidos nestas técnicas, justamente porque não causam nenhuma agressão, não danificam o cabelo, são absorvidos pelos fios e não causam build up (acúmulo de resíduos no cabelo). Se você não sabe o que é acúmulo de resíduos no cabelo, clique aqui para conferir.

Você pode escolher não usar os parabenos, ou algum outro ingrediente que você quer evitar, por qualquer motivo, mas (no caso dos parabenos) eles não são proibidos para essas duas técnicas.

É confuso, a gente sabe, porque tem muita gente que fala de Low Poo e No Poo sem se aprofundar, mas aqui no Cabeleira em Pé, Low Poo e No Poo, pode confiar, as técnicas são nossa especialidade (e paixão) há mais de 5 anos.

Por esse motivo a gente escreveu, com a Diana da Liga das Crespas e Cacheadas, que aparece na foto no início desse post, um ebook com 10 mitos sobre Low Poo e No Poo - incluindo as informações que você leu aqui sobre os parabenos, mitos e realidade.

Se você quer fazer bonito e desmistificar ainda mais sobre as técnicas, clique no banner aqui embaixo e baixe gratuitamente nosso ebook de mitos sobre Low Poo e No Poo.

Link Afiliado LCCMITOS:

__________

Referências


¹ Darbre, P. D., Pope, G. S., Coldham, N. G., Aljarrah, A., Miller, W. R., & Sauer, M. J. (2004). Reply to Robert Golden and Jay Gandy. Journal of Applied Toxicology, 24(4), 299–301. https://doi.org/10.1002/jat.986
² Coelho, C. S. (2013). Parabenos : convergências e divergências científicas e regulatórias. Dissertação para título de Mestre em Toxicologia Aplicada à Vigilância Sanitária. Universidade Estadual de Londrina, Centro de Ciências da Saúde.
³ Silva, Rayne Louise Fernandes. (2016) Alergias Alimentares: Uma Revisão Integrativa Com Foco Sobre As Proteínas Do Leite E Do Ovo. Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao curso de graduação em Nutrição da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, como requisito final para obtenção do título de Graduação em Nutrição.
⁴ EJ Routledge, J Parker, J Odum, J Ashby & JP Sumpter. (1998). Some alkyl hydroxy benzoate preservatives (parabens) are estrogenic. Toxicol Appl Pharmacol., 153(1):12-9