sábado, 18 de junho de 2016

Resenha Creme Low Poo - Kanechom (Cowash)

Compartilhe:
Pote Creme Kanechom Low Poo, verde, amarelo e branco. Pote cilíndrico e fechado.
A Kanechom é uma empresa brasileira conhecida em especial pelos seus cremes de tratamento. 

Acreditamos que essa fama se dê em especial em função do Coquetel de frutas, tratamento bastante popular nos anos '90.

Recentemente a empresa lançou uma linha destinada aos praticantes de No Poo e Low Poo. 

O shampoo é liberado para Low Poo e os demais produtos podem ser usados em ambas as técnicas.

Como o creme de tratamento e o condicionador são totalmente isentos de silicones, ambos podem ser usados para higienização por cowash.

Não deixe de conferir as resenhas dos demais produtos da Linha Low Poo da Kanechom



pH: 3,5 a 4,8


O pH desta máscara não é exatamente o que se espera de um produto a ser aplicado no couro cabeludo.

Em se tratando de acidez, um produto é considerado suave para o couro cabeludo quando seu pH fica em torno de 5,5¹,²,³ e não mais do que 5,9¹.

É um bom produto para o fio de cabelo mas, se seu couro cabeludo coçar, pode ser que ele seja um pouco sensível e não tolere alterações de pH muito bem.

Já sabe né? Se você usou um produto novo e a cabeça coçou, 
melhor deixar de usá-lo.

Produto vegano liberado No e Low Poo em junho/2016


Consideramos veganos os produtos que não possuem ingredientes de origem animal de empresas que não fazem testes em animais.

Em contato com o SAC da empresa fomos informados de que a toda a linha Low Poo é isenta de ingredientes animais.

A Kanechom afirma também que não faz testes em animais e que existem outros produtos da marca sem derivados animais.

Apesar do nome, o produto é liberado para Low Poo e No Poo pois não possui nenhum silicone em sua composição, tornando-o liberado para Cowash.


Quer receber as atualizações do Cabeleira em Pé por e-mail? Preencha o campo abaixo, clique em "Quero me inscrever!" e siga as instruções da página que será aberta. Não esqueça de confirmar a inscrição clicando no link enviado para o seu endereço eletrônico (verifique também a sua caixa de spam).



Embalagem



Creme Kanechom Low Poo derramando conteúdo do pote para a tampa.
A embalagem é grande com tampa de rosca.

Apesar de parecer cilíndrica, na verdade lembra um prisma de 3 lados meio arredondado.

Uma das grandes vantagens dos cremes de tratamento da marca é a quantidade nos potes. O Low Poo não ficou para trás. Um quilo de produto é um presente e tanto para os consumidores.
Vista inferior do Creme Kanechom Low Poo (fundo parece um triangulo de pontas arredondadas.

A desvantagem deste tipo de pote é que você acaba tocando o creme ou as laterais internas do pote com as mãos.

Isso pode oxidar e diminuir a vida útil do seu produto.

Por isso, use preferencialmente uma colher/espátula plástica.

Nas próximas semanas daremos outra alternativa para evitar o contato das mãos com os cremes de "potão". Não perca nenhuma atualização nos acompanhando pelas redes sociais:

Antes de analisar a composição...


Já fizemos uma resenha avaliando as funções desta máscara como tratamento hidronutritivo.

Resenha Máscara Low Poo Kanechom. Liberada para No Poo

Desta vez, precisamos desviar o olhar para outros componentes da fórmula, avaliando o potencial que o produto tem para a limpeza do couro cabeludo.

Começaremos pelo Cetrimonium Chloride.

Ele é um detergente Catiônico que, além de funcionar como condicionante dos fios, ajuda na limpeza em função de sua estrutura capaz de formar micelas que auxiliam o enxágue de gorduras.

Outro agente multifuncional é o Ceteareth-20. Que, além de emoliente e emulsificante, é também um surfactante (tipo um detergente) gentil com os fios.

O Disodium EDTA é uma escolha bastante interessante (se não proposital) feita pela empresa.

Quando falamos dos Surfactante Catiônicos, fizemos a ressalva de que eles podem (em alguns casos) acumular nos fios. O Disodium EDTA previne esse tipo de acúmulo por se tratar de um Quelante.

Descubra aqui o que são Surfactantes Catiônicos.

Ao questionarmos o laboratório da marca (que nos atendeu de forma exemplar), sua resposta foi de que nesta fórmula, o EDTA além de quelante, é responsável por "sequestrar os Íons presentes no produto que por sua vez tem como benefício a eficácia de emulsionar as sujidades acumuladas nos fios dos cabelos e retirar possíveis sais que possam formar à partir da dureza da água utilizada no processo de limpeza".

Ele parece realmente ter sido pensado para cowash.

Confira aqui a Tag que agrupa postagens sobre Cowash.

Lorraine Massey (a mãe do método Curly Girl, chamado aqui no Brasil de No Poo e Low Poo) indica o ouso de produtos que contenham extratos botânicos.4

Vamos partir do pressuposto de que as recomendações internacionais para descrição da composição no rótulo sejam seguidas pela Kanechom. Dessa forma os ingredientes são listados em ordem decrescente.

Nesse cenário, essa máscara não é composta por grandes quantidades de ingredientes botânicos.

Mas em terra de cego, quem tem um olho é rei.

Ter um pouco de extratos naturais já é mais do que muita empresa cosmética oferece no Brasil.

Destes, os que mais chamam a atenção para otimizar a higienização por cowash são os seguintes:

Extrato de folha de chá verde: Um antisséptico natural, combate os radicais livres e é rico em cafeína, que os cabelos adoram.

Extrato de folha de hortelã pimenta: É adstringente e refrescante.

Extrato de folha de alecrim: É rico em antioxidantes. Ajuda no controle da oleosidade. Estimula a vascularização do couro cabeludo. Desobstruiu os folículos capilares. Usado também como alternativa natural no combate à caspa.

PARABENOS: Fazem mal? Dá câncer? Provoca Alergia? É um desregulador endócrino? Mimetiza o estrogênio? Penetra no corpo através da pele? Faz mal pro meio ambiente? Descubra neste link.

Composição


Acompanhe agora a listagem dos ingredientes e suas funções.

A gente costuma "riscar" os ingredientes com funções mais "técnicas".

Não deixe de clicar nos links para obter mais informações sobre os termos técnicos disponíveis aqui no blog:

Aqua: Água.

Cetearyl Alcohol: É um álcool que amacia e condiciona cabelos. Emoliente.

Cetrimonium Chloride: Agente Condicionante. Surfactante Catiônico. Emulsificante: Mantém o produto em uma fase só (água e óleos misturados).

Cetyl Alcohol: Emoliente. É um álcool que amacia e condiciona os cabelos. Tem outras funções como manter a estabilidade do produto (óleos e água misturados).

Parfum: Perfume.

Ceteareth-20: Emoliente. Emulsificante. Surfactante (limpeza e agente solubilizante).

Dicocoylethyl Hydroxyethylmonium Methosulfate: Agente Condicionante. Antiestático.

Propylene Glycol: Umectante.

Citric Acid: Estabilizador de pH.

Disodium EDTA: Conservante. Quelante (Evita a deposição de resíduos). Diz-se que aumenta a capacidade de limpeza de produtos com este fim.

Glycerin: Umectante.

Helianthus Annuus Seed Oil: Óleo de semente de Girassol.

Cocos Nucifera Oil: Óleo de Coco.

Linum Usitatissimum Seed Oil: Óleo de Linhaça (Linho/Semi di Lino).

Methylchloroisothiazolinone/Methylisothiazolinone: Conservante.

Camellia Sinensis Leaf Extract: Extrato de Chá Verde.

Argania Spinosa Kernel Oil: Óleo de caroço de Argan.

Macadamia Ternifolia Seed Oil: Óleo de semente de Macadâmia.

Olea Europaea Fruit Oil: Azeite de Oliva.

Persea Gratissima Oil: Óleo de Abacate.

Mentha Piperita Leaf Extract: Extrato de folha de hortelã-pimenta.

Potassium Sorbate: Conservante.
Sodium Benzoate: Conservante.

Rosmarinus Officinalis Leaf Extract: Extrato de folha de Alecrim.


Descubra aqui 7 dicas para escolher um condicionador para cowash.


Aparência geral (Textura, cor e cheiro) 


O produto é um creme branco de consistência leve e não-aguada.

É possível ver a consistência no vídeo abaixo.

O cheiro é um pouco difícil de descrever. É doce, lembrando bala de coco e chocolate branco.

Modo de uso 


Com os cabelos úmidos espalhou-se o equivalente a quatro colheres de sopa do creme concentrando-o junto à raiz dos fios.

O produto foi massageado no couro cabeludo. Fez-se uma pausa de 10 minutos (pois o cabelo estava bastante impregnado de óleo de coco).

Enxaguou-se em abundância.

Veja o passo-a-passo no vídeo abaixo.

Resultado 



Além de macios e hidratados (características observadas no uso como máscara de hidronutrição), os cabelos ficaram bastante limpos.

O couro cabeludo não coçou e não houve aumento de oleosidade.

Achamos que o uso de um surfactante leve em conjunto com o quelante faz dessa máscara uma ótima opção para Cowash.

Com o preço acessível é até menos dolorido pesar a mão na hora de fazer o cowash, já que na maioria das vezes é preciso uma quantidade grande de produto para higienizar os fios.

Preço e onde encontrar


O valor deste creme é um dos pontos altos desta resenha.

Não vimos nenhum lugar cobrando mais de R$18,00 e o preço mais comum gira em torno de R$12,00.

A distribuição nacional da marca não é lá grande coisa, mas não é difícil comprá-lo pela internet (ou no mercadinho do seu bairro, se você for sortud@).

Se pensarmos na quantidade, resultado e preço: este produto acerta em cheio.

Sem falar do bendito EDTA que já movimentou o pessoal do lado de cá - todo mundo querendo saber mais desse bicho.

__________
¹ Kumar, A. & Mali, R. R. (2010). Evaluation of prepared shampoo formulations to compare formulated shampoo with marketed shampoos. International Journal of Pharmaceutical Sciences Review and Research v03 e01. 
² Mainkar, A. R. & Jolly, C.I. (2001). Formulation of natural shampoos. International Journal of Cosmetic Science v23 e01. 
³ Dias, M. F. R. G. & cols. (2014).The Shampoo pH can Affect the Hair: Myth or Reality? Int J Trichology. 2014 Jul-Sep; 6(3): 95–99
4 Bender, M. ; Massey, L. & Chiel, D. (2011). Curly Girl: The Handbook. Workman Publishing Company.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...