sábado, 11 de maio de 2019

Maria Molinha Resenha: Gelatina Junto e Misturado da Aspa

Compartilhe:
Resenha Gelatina maria Molinha - Aspa

Maria Molinha Aspa: Resenha da Gelatina Mix Hidratante

Gelatina Maria Molinha Resenha - Produto Recebido da Aspa Cosméticos

Maria Molinha é a linha de cuidados para cabelos cacheados da marca Aspa Cosméticos.

A Aspa é conhecidíssima pelos produtos pressurizados como sprays e mousses, e parte da linha Maria Molinha conta com produtos nesse tipo de embalagem.

Hoje vamos descobrir se - além de referência no mercado de pressurizados - a marca também entrega produtos de qualidade em embalagens normais.

A Gelatina Maria Molinha foi enviada pela Aspa para o Cabeleira em Pé sem custos hoje vamos resenhar esse produto levando em consideração os seguintes aspectos: pH, embalagem, se a Gelatina Maria Molinha Aspa é liberada para as técnicas No Poo e Low Poo e uma breve discussão sobre os ingredientes da composição.

Além disso a resenha falará da aparência, modo de usar, resultado e vai te dar  dicas de onde comprar os produtos da linha Maria Molinha Aspa.


pH: 6


Produtos em forma de gel com pH ácido podem ser desafiantes de formular.

Isso porque o carbômero - a substância que gelifica a mistura - costuma precisar de pHs próximos de 7 para formar a consistência desejada em um gel.

A Aspa oferece, na linha Maria Molinha, uma gelatina com pH levemente ácido, uma das vantagens deste pH é que em uma faixa que vai de 4 até 6, a distribuição eletrostática dos cabelos se mantém inalterada, o que reduz a chance de frizz

Faixas acídicas de pH também podem deixar a aparência dos fios mais brilhante, isso porque em ambiente ácido as escamas que formam a parte externa do cabelo ficam sobrepostas de forma mais plana, aumentando a refração da luz.¹


Produto liberado para Low Poo e No Poo em janeiro/2017


Géis e gelatinas raramente contém ingredientes evitados por quem faz No Poo e Low Poo.

A Gelatina Maria Molinha Aspa fica dentro desse normalidade.

O produto conta com uma fórmula sem silicones e sem "petrolatos" - adequada tanto para quem não usa nenhum shampoo (No Poo) quanto para quem usa shampoo sem sulfato (Low Poo).

Resumindo: a Gelatina Maria Molinha Aspa é liberada para Low Poo e No Poo.



Embalagem


A embalagem da Gelatina Maria Molinha Aspa é feita de plástico transparente bem flexível, com tampa de plástico preto brilhante (também molinho).

A transparência deixa o produto bonito pois é possível ver o conteúdo gelificado, com a bolhas de ar presas no interior do gel.

O estilo do frasco é do tipo potinho e a tampa é de rosca.

A abertura da tampa é feita com uma leve torção, menos de 1/4 de volta, a tampa já sai completamente. O bocal é bem largo e fica fácil retirar o produto da embalagem.

Cada pote da Gelatina Maria Molinha Aspa tem 550g.

Marie Kondo: antes e depois - Organizando cosméticos com o método ensinado na série Ordem na casa da Netflix.

Composição Gelatina Maria Molinha - Resenha


Gelatina Aspa Maria Molinha - Resenha Gelatina liberada para Low Poo e No Poo

Vamos falar da nossa parte favorita? Sim ou com certeza?

O que a Aspa incluiu na hora de formular a Gelatina Maria Molinha? Vamos descobrir!

Como já comentamos anteriormente, cosméticos com textura em gel muitas vezes são formluados com a ajuda de uma substância chamada caebômero.

Esse ingrediente (nas condições corretas de pH) é capaz de transformar formulações aquosas em géis firmes e translúcidos.

A base da Gelatina Maria Molinha Aspa é justamente o Carbômero.

Uma das promessas da Gelatina Maria Molinha é a de que o gel teria propriedades hidratantes. A fórmula conta com dois ingredientes com características higroscópicas.


Higroscopia, para quem não sabe, é a capacidade que um ingrediente tem de atrair e manter água "presa" - por assim dizer - processo bastante importante em cosméticos de ação hidratante.

Os dois hidratantes presentes na fórpmula da Gelatina Maria Molinha são a Hydroxyethyl Urea e Imidazolinidil Urea.

Os ingredientes que têm ação sobre a aparência dos fios são estes mencionados acima, os demais fazem parte do sistema de conservação, fragrância e etc.

A lista completa de ingredientes você confere na transcrição abaixo.

Alguns ingredientes estão riscados dessa forma, eles são importantes para a segurança e estabilidade do produto, mas não agem diretamente sobre a aparência dos cabelos.



Ingredientes Gelatina Maria Molinha Aspa

Ingredientes da composição da Gelatina Maria Molinha da Aspa - Resenha

Methylparaben: Conservante.
Disodium EDTA: Quelante.
Aqua: Agua.

Carbomer: Carbômero. Gelificante.

Triethanolamine: Regulador de pH. Emulsificante.

Imidazolidinyl UreaUmectante

Ppg-5-ceteth-20: Emulsificante.

Hydroxyethyl UreaUmectante

Parfum: Fragrância.
Benzyl Salicylate: Fragrância.
D-limonene: Fragrância.
Hexyl Cinnamal: Fragrância.
Linalool: Fragrância.

Não deixe de interagir conosco na sua rede social favorita: 
 

Aparência geral (Textura, cor e cheiro) 


A Gelatina Maria Molinha Aspa é um gel transparente e molinho, ao virar a embalagem ele flui com facilidade para fora do pote.

Essa textura mais fluida facilita bastante a aplicação pois o produto interage bem com o cabelo úmido / molhado.

O cheiro é doce e frutado e lembra pera, melancia e melão.

PARABENOS: Fazem mal? Dá câncer? Provoca Alergia? É um desregulador endócrino? Mimetiza o estrogênio? Penetra no corpo através da pele? Faz mal pro meio ambiente? Descubra neste link.

Modo de Usar Gelatina Maria Molinha Resenha


A Aspa introduz a Gelatina Maria Molinha como uma possibilidade para criar novos produtos através de misturinhas.

O produto pode ser misturado a finalizadores (segundo a marca preferencialmente dando preferência aos da própria linha Maria Molinha), preparando a mistura em um recipiente limpo, apenas na quantidade a ser usada de imediato.

Aplique nos fios e finalize como de costume.

Resultado Gelatina Maria Molinha Aspa


Resultado Maria Molinha Aspa - Gelatina e Mistrinha com Gelatina e Leave in para Crespos e Crespíssimos

Se você está procurando um gelzinho com fixação leve e sensação de zero resíduos, a Gelatina Maria Molinha pode ser a sua próxima paixão.

No primeiro teste o produto foi usado puro - se misturinha - nos cabelos limpos e molhados (encharcados, e não apenas úmidos), amassando os fios de baixo para cima, de cabeça para baixo no box.

O resultado foi uma acentuação das ondas e esse sensação que não conseguimos descrever com outra expressão que não seja "sem resíduos".

O cabelo fica leve e como não tem textura oleosa, ou qualquer outra textura, fica com uma cara de "acordei assim".

Esse resultado não é o que necessariamente se espera de um gel, já que muitas pessoas esperam uma espécie de cola: esse não é o caso da Gelatina Maria Molinha, a ausência de um formador de filme (como um Polyquaternium ou o PVP - por exemplo) impede essa ação de "endurecimento" dos fios que algumas pessoas esperam de produtos em gel.

No segundo teste a Gelatina Maria Molinha foi misturada com a Leave in em espuma Chantilly Capilar para Cachos Crespos e Crespíssimos (que faz parte da linha Maria Molinha), conforme sugerido nas instruções de uso.

As duas fórmulas funcionam bem juntas, e o leave in oferece à gelatina um formador de filme (nesse caso o AMP-Acrilates Copolymer) para acentuar ainda mais as ondulações.

O resultado da gelatina em conjunto com o leave in deixa os fios mais brilhantes e com maior definição do que a gelatina usada sozinha.



Onde encontrar Maria Molinha Aspa


Onde comprar Produtos Maria Molinha Aspa - incluindo Gelatina Maria Molinha
Os produtos da Aspa são facilmente encontrados em grandes lojas de cosméticos.

Se você não têm acesso a lojas físicas que vendem os produtos - ou como a gente prefere a comodidade de recebê-los em casa - pode comprar online.

A Aspa tem loja online própria, onde você encontra todos os produtos da linha Maria Molinha, clicando nesse link você confere.

Veja também na caixinha abaixo os links para a Gelatina Maria Molinha e combos contendo esse produto na loja oficial da marca.

Você já usou algum dos produtos da Aspa? Conta pra gente qual foi e o que você achou da experiência!


_________

Referências

¹ Kumar, A. & Mali, R. R. (2010). Evaluation of prepared shampoo formulations to compare formulated shampoo with marketed shampoos. International Journal of Pharmaceutical Sciences Review and Research v03 e01.
² Mainkar, A. R. & Jolly, C.I. (2001). Formulation of natural shampoos. International Journal of Cosmetic Science v23 e01.