sábado, 5 de outubro de 2019

Máscara Carolina - Abela Cosmetics | Resenha

Compartilhe:
Resenha Máscara Carolina - Abela Cosmetics (No Poo, Low Poo e Co wash)

Resenha Abela Máscara Umectante Carolina

Resenha Máscara Carolina Abela Cosmetics - Recebida da Loja Dermabox.


As embalagens da Abela Cosmetics chamaram de imediato a nossa atenção, desde a primeira vez que batemos os olhos nos produtos da marca. São frascos que misturam o ar retrô de embalagens âmbar com a doçura de rótulos inspirados em aquarelas.

Você pode imaginar a nossa alegria quando a Dermabox Cosméticos, nossa parceira para todos os momentos, anunciou que trabalharia com toda a linha da marca.

Recentemente - e quem acompanha o Instagram do Cabeleira em Pé pôde acompanhar - a Derma mandou para a gente uma caixa recheada de produtos da marca.

Por uma questão pessoal, o produto escolhido para a primeira resenha é a máscara Carolina. O nome da máscara foi dado em homenagem a uma escritora nacional que quebrou os paradigmas do que era considerado literatura no Brasil em sua época, tornando-se um ícone da literatura brasileira no exterior.


Por ter um carinho muito especial por seu livro mais famoso (chamado Quarto de Despejo - se dê esse presente, leia essa obra!), a resenha de hoje é justamente do creme de tratamento cujo nome é homenageia a escritora: a Máscara Carolina.

Sobre a máscara falaremos de assuntos como: pH, se a máscara é liberada para No PooLow Poo e Co Wash, um pouco mais sobre a embalagem, listagem e discussão dos ingredientes da composição, o modo de usar, fotos do resultado e onde encontrar.

Me dá a mão e vem mergulhar com a gente nessa resenha?




pH: 4


A gente entrou em contat com a Abela para saber o pH dos produtos da marca e rapidinho estávaos com a informação na mão.

Os pHs dos produtos liberados já estão disponíveis na nossa lista de pH (tem link nessa caixinha ali embaixo), e o pH da Máscara Carolina é 4.

O que sabemos sobre produtos com essa acidez? Produtos com acidez leve deixam os fios mais brilhantes¹ pois sua superfície fica mais plana e reflete melhor a luz.

Outra vantagem é que, em pH 4, os fios mantêm seu topo de força a úmido, ou seja, ao desembaraçar os cabelos há menor risco de arrebentar a fibra neste pH.²

A máscara Carolina ainda oferece, por estar em um pH entre 4 e 6, um ambiente onde a distribuição de carga eletrostática do fio se mantém sem alterações² (o que é bom, pois diminui a chance de frizz).

Vale lembrar que faixas acídicas de pH ainda evitam a entrada excessiva de água nos fios, que pode levar a danos - maiores ou menores dependo de circunstâncias específicas de cada cabelo.


Produto vegano, liberado para No Poo, Low Poo e cowash em maio de 2019


Máscara Carolina - Abela Cosmetics (Resenha do produto vegano)

A Abela é uma marca 100% vegana. A produção de cosméticos sem ingredientes derivados de animais e sem testes em animais faz parte do DNA da Abela desde a sua fundação. A marca é, ainda, a primeira brasileira a fazer parte da iniciativa 1% for the Planet, que destina fundos para organizações que trabalham em prol do meio ambiente.

A máscara Carolina não possui 'petrolatos' nem quaisquer silicones. Para quem faz No Poo, Low Poo ou Co Wash isso é uma conjunção de fatores ideal, pois torna o produto liberado nas 3 situações.

No Low Poo o shampoo tradicional é substituído por shampoos mais suaves, com detergentes menos agressivos. Para garantir uma limpeza adequada, os demais produtos usados por quem faz Low Poo não devem ter 'petrolatos'.

Para quem faz No Poo, os shampoos são substituídos por outras alternativas de limpeza, como o co wash - técnica de lavagem dos fios e couro cabeludo com determinado condicionadores. Quem faz No Poo busca produtos sem 'petrolatos' e sem silicones insolúveis em água.

Falamos há pouco de co wash e os produtos usados nesta técnica de higienização também evitam alguns ingredientes, a saber: os 'petrolatos' e quaisquer silicones (solúveis ou não).


Embalagem


Já rasgamos elogios para a aparência dos produtos da Abela Cosmetics e agora vamos falar mais detidamente da embalagem da Máscara Umectante Carolina.

Trata-se de um frasco de plástico âmbar, com tampa de rosca preta que se abre com três quartos de volta.

Outro selo presente nos produtos Abela é o EuReciclo, certificadora que fiscaliza a retirada de embalagens plásticas do meio ambiente - por lógica reversa - na mesma proporção em que a marca as produz.

A máscara Carolina tem 300g.



Composição Abela - Máscara Carolina (Resenha)


Abela Cosmetics - Resenha Máscara Carolina (No Poo e Low Poo)
Já falamos em outros momentos que umectante hoje tem dois sentidos e é sempre necessário olhar para a composição para entender qual o sentido que o termo está emprestando ao produto em questão.

No caso da Máscara Umectante Carolina, o sentido é aquele ligado à técnica de umectação, onde os cabelos são embebidos em óleo vegetal na tentativa de reposição de lipídeos perdidos pelos fios aõ longo do tempo. Por esta lógica, a umectação é um ritual da etapa de Nutrição do Cronograma Capilar.

Na fórmula da Máscara Carolina, a Abela resolveu usar uma série de óleos e manteigas vegetais ricas em ácidos graxos saturados e monoinsaturados. Temos nesta categoria a manteiga de karité,⁶ e os óleos de semente de abacate,⁷ coco,¹⁰ argan⁸ e macadâmia.⁹

Em tese, são os ácidos graxos saturados e monoinsaturados os que encontram menos dificuldade de penetração na fibra capilar,⁵ oferecendo o efeito esperado na etapa de Nutrição do Cronograma Capilar.

Os demais óleos da fórmula da Máscara Carolina (o óleo de semente de girassol¹⁰ e o óleo de linhaça¹⁰), por conterem concentração maior de ácidos graxos poli-insaturados, depositam-se na parte externa dos fios, e também oferecem vantagens.


A composição da Máscara da Abela conta ainda com agentes condicionantes da família dos sais quaternário de amônia: o Behentrimonium Methosulfate e o Cetrimonium Chloride.

Estes são os ingredientes responsáveis por neutralizar a carga aniônica (negativa) dos fios após o uso do shampoo, facilitar o penteado e diminuir o frizz.⁴

Além disso a fórmula conta com Cetearyl Alcohol - um clássico entre os ingredientes emolientes, aqueles que amaciam e deixam os fios mais sedosos ao toque.

A Máscara Umectante Carolina tem ainda uma pitadinha de hidratação com a adição de um higroscópico conhecidíssimo de quem manja de ler composições. estamos falando da glicerina, um super ingrediente da etapa de hidratação do Cronograma Capilar.


Logo abaixo, transcreveremos todos os ingredientes da Máscara Carolina. Você vai perceber que cada ingrediente tem uma breve classificação e algumas destas classificações possuem links para textos que se debruçam sobre os ingredientes em questão.

Você pode perceber também que alguns ingredientes estão (dessa forma). Estes ingredientes fazem parte da composição mas não têm ação direta sobre a aparência dos fios, por isso ganham menos destaque.

Mas não se engane, estes insumos são importantes para a experiência final (pois alteram a textura e cheiro do produto) ou afetam positivamente a segurança do produto (no caso dos agentes conservantes).

O que seu cabelo e uma cadeira têm em comum? Descubra neste post.

Ingredientes Máscara Carolina - Abela Cosmetics


Ingredientes Máscara Carolina - Abela Cosmetics
Aqua: Agua.

Behentrimonium MethosulfateAgente CondicionanteSurfactante Catiônico. Emulsificante: Mantém o produto em uma fase só (água e óleos misturados). Leia mais sobre o Behentrimonium Methosulfate aqui.

Cetrimonium Chloride Agente CondicionanteSurfactante Catiônico. Emulsificante: Mantém o produto em uma fase só (água e óleos misturados).

Cetearyl Alcohol: É um álcool que amacia e condiciona cabelos. Emoliente.

Aqua: água.
Alcohol: Solvente.
BHT: Conservante. Antioxidadante.
Methychloroisothiazolinone: Conservante.
Methylisothiazolinone: Conservante.
Parfum: Fragrância.

GlycerinUmectante. Ingrediente capaz de atrair e "prender" umidade.

Cocos Nucifera Oil: Óleo de coco.

Peg-90M: Aglutinante. Estabilizante. Espessante.
EDTA: Quelante.

Butyrospermum Parkii (Shea) Butter: Manteiga de karité.

Helianthus Annus Seed Oil: Óleo de semente de girassol.

Persea Gratissima Seed Oil: Óleo de semente de abacate.

Cocos Nucifera Oil: Óleo de coco.

Argania Spinosa Kernel Oil: Óleo de argan.

Linum Usitatissimum Seed Oil: Óleo de linhaça.

Macadamia Ternifolia Seed Oil: Óleo de macadâmia.


Aparência geral (Textura, cor e cheiro) 


Um fator de surpresa nas máscaras da Abela está na textura.

A Máscara Umectante Carolina e pastosa e firme, provavelmente em função do PEG90-M e dos óleos vegetais que endurecem em temperaturas amenas como o óleo de coco e a manteiga de karité.

Mas não se engane, apesar de firme, não é difícil espalhar a máscara nos fios, ela rapidamente se mistura com a água e se espalha por toda a extensão dos fios.

A cor da Máscara Carolina é branca e nota-se alguns pontinhos ainda mais brancos suspensos na emulsão. O cheiro é doce e tem um toque de coco in natura.

Não deixe de interagir conosco na sua rede social favorita: 
   

Modo de uso Máscara Carolina da Abela


A Abela indica o uso da máscara Carolina pelo menos uma vez por semana.

Ela deve ser aplicada sobre os cabelos lavados e úmidos, e espalhada com delicadeza sobre toda a extensão dos fios.

O tempo de pausa para ação é de 15 minutos.

Depois da pausa é só enxaguar em abundância.

Está buscando dicas para o seu cabelos que não envolvam comprar novos produtos? Confira aqui 10 dicas para melhorar os seus cabelos que não incluem cosméticos.

Resultado Máscara Carolina - Abela Cosmetics


Resultado Máscara Carolina - Abela Cosmeticos
A Máscara Carolina tem aquele efeito que a gente espera de uma máscara de nutrição. Cabelo pesadinho, com balanço, brilhante e com frizz controlado.

Mas, mesmo com a composição rica em óleos o cabelo não ficou com aparência ensebada e mesmo sem qualquer finalizador, as ondas ficaram marcadas e definidas, como na foto do resultado.

Na aplicação deixa os cabelos bem molinhos e facilita muito o desembaraço.

O perfume permanece nos fios, mas é discreto.



Onde encontrar Máscara Carolina e outros produtos Abela


Máscara Carolina Onde encontrar para comprar - Abella Cosmeticos
A Abela está recheada de produtos liberados, tendo inclusive shampoos sem sulfato - para quem faz Low Poo.

Sabe onde você encontra o portfólio completo da Abela? Na Dermabox Cosméticos!

Lá na Derma você pode ver quais produtos são liberados para Low Poo e quais são liberados para No Poo pois a loja tem selinhos que identificam os produtos liberados, antes mesmo de você clicar neles! Legal, né?

Já quer ver todos os liberados da Abela? Então aproveita os links abaixo pra saber mais sobre os produtos da marca!

__________

Referências


¹ Kumar, A. & Mali, R. R. (2010). Evaluation of prepared shampoo formulations to compare formulated shampoo with marketed shampoos. International Journal of Pharmaceutical Sciences Review and Research v03 e01.
² Mainkar, A. R. & Jolly, C.I. (2001). Formulation of natural shampoos. International Journal of Cosmetic Science v23 e01.
³ Maria Fernanda Reis Gavazzoni Dias, Andréia Munck de Almeida, Patricia Makino Rezende Cecato, Andre Ricardo Adriano, and Janine Pichler. (2014). The Shampoo pH can Affect the Hair: Myth or Reality? Int J Trichology. 2014 Jul-Sep; 6(3): 95–99
⁴ Barel, A. O., Paye, M., & Maibach, H. I. (n.d.). Handbook of cosmetic science and technology. CRC Press.
⁵ Davis-Sivasothy, A. (2011). The science of black hair : a comprehensive guide to textured hair care.
⁶ Morais, L. R. B., & Gutjahr, E. (2012). Química de Oleaginosas - Valorização da Biodiversidade Amazônica. (Ed. do Autor, Ed.). Belém, PA. Retrieved from http://www.icbsena.com.br/livro.php?id_livro=431&autor_livros=Morais, Luiz Roberto Barbosa; Gutjahr, Ekkehard
⁷ Massafera, G., Maria, T., Costa, B., Dutra, J. E., & Oliveira, D. (2010). Composição de Ácidos Graxos dos Óleos do Mesocarpo e da Semente de Cultivares de Abacate (Persea Americana, Mill.) da Região de Ribeirão Preto, SP, 21(2), 325–331. Retrieved from http://serv-bib.fcfar.unesp.br/seer/index.php/alimentos/article/viewFile/940/a20v21n2.pdf
⁸ Pharma Nostra. (n.d.). Informativo Técnico: Óleo de Argan. Retrieved from http://www.zakiasmorocco.com/Argan-Oil-Properties-s/63.htm
⁹ Kaijser, A. (2000). Oxidative stability and lipid composition of macadamia nuts grown in New Zealand. Food Chemistry, 71(1), 67–70. https://doi.org/10.1016/S0308-8146(00)00132-1
¹⁰ Zambiazi, R. C., Przybylski, R., Zambiazi, M. W., & Mendonça, C. B. (2007). Fatty Acid Composition of Oils and Fats. Boletim Do Centro de Pesquisa de Processamento de Alimentos, 25(1). Retrieved from https://revistas.ufpr.br/alimentos/article/view/8399/5848